Belford Roxo ultrapassa a marca de 100 mil testes rápidos realizados da Covid-19

A Prefeitura de Belford Roxo ultrapassou a marca dos 100 mil testes realizados em pouco mais de 100 ações. O projeto “Saúde em Ação” já percorreu 30 bairros diferentes e distribuiu 400 mil máscaras. Recentemente, o município adquiriu mais 50 mil testes para continuar a realizar o trabalho de prevenção. Neste sábado (19/12), a ação de número 120 aconteceu durante todo o dia no bairro Parque Amorim. Os testes rápidos para o diagnóstico do coronavírus são realizados em cinco dias da semana.

 Todos os locais de exames contam com ambulâncias que ficam à disposição dos pacientes, caso haja necessidade de realização de tomografia computadorizada e internação. “O trabalho é constante sempre para melhor atender à população. Nossa equipe de saúde está a postos nas quatro unidades de pronto atendimento e nas testagens rápidas. A população precisa ser assistida em um momento anormal como esse e saber que estamos todos juntos nessa luta”, enfatizou o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho.  

Para o secretário de Saúde, Christian Vieira, os 100 mil testes é uma marca histórica para Belford Roxo. “Fazer a testagem em massa e com uma campanha tão abrangente, ajuda a diagnosticar o vírus e evitar sua proliferação. As pessoas já saem com os medicamentos em mãos e orientadas pelos médicos. Mas, independente do resultado, é importante que a população continue respeitando as medidas de segurança e mantenha o distanciamento social”, destacou o secretário.  

Com a preocupação em se prevenir, Vera Lúcia da Silva Ferreira, de 69 anos, foi até a ação de testagem no bairro Wona com seu marido Adeyr Faustino Ferreira, 62, e o filho Cezar da Silva Sommer, 50, e o neto de 13 anos, Cezar da Silva Sommer Filho. “A prevenção é tudo, pois ficamos preocupados com essa nova doença. Sempre procuro usar máscara, higienizar as mãos e manter o distanciamento.  E a ação é uma medida de prevenção e deve continuar”, ressaltou Vera. “O atendimento foi maravilhoso. A equipe é muito cuidadosa. Aconselho às pessoas que ainda não fizeram para ir a uma das ações e fazer o teste”, acrescentou Adeyr.  

Depois de passar por todas as etapas na ação que aconteceu no Castelar, Gisele das Graças, 36, e seus pais Maria das Graças Marques, 70 e José Nunes Machado, 73, saíram do local já com medicamentos. “Eu e meu pai estamos com sintomas, mas testamos negativo. Minha mãe que não estava sentindo nada, testou positivo. Mesmo assim o médico nos avaliou e receitou remédio para nós três. Foi mais rápido do que imaginávamos”, disse Gisele. 

   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: