Baleia fala em tributária no 1º trimestre e diz que com reforma Ford ficaria

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP), candidato a presidente da Câmara, disse no fim da manhã desta 5ª feira (28.jan.2021) que a reforma tributária já está madura e que pode ser votada ainda no 1º trimestre deste ano. Também declarou que, se as alterações no sistema de impostos já tivessem sido aprovadas, a Ford não teria fechado suas fábricas no Brasil.

As falas de Baleia foram em conversa com a Frente Parlamentar Mista Ética Contra a Corrupção e, depois, em entrevista a jornalistas.

“Eu acredito que no 1º trimestre deste ano nós conseguimos votar e aprovar a reforma tributária”, disse ele. “A tributária já está madura”, segundo Baleia.

As alterações do sistema de impostos são discutidas no Congresso com base em propostas vindas do governo, do Senado e da Câmara. A que tem origem na Casa Baixa é de autoria de Baleia, a PEC (proposta de emenda à Constituição) 45 de 2019.

PECs são as propostas mais difíceis de serem aprovadas. Precisam de 3/5 dos votos tanto na Câmara quanto no Senado, em 2 turnos.

O relator é Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), que chegou a concorrer com Baleia pelo apoio de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para disputar a presidência da Câmara. O relatório ainda não foi apresentado. Segundo Baleia, faltam apenas “pequenos ajustes”.

“A saída da Ford, que foi uma perda muito grande para o Brasil, não teria acontecido se nós tivéssemos já aprovação da reforma tributária”, declarou Baleia Rossi. A montador anunciou o fim da produção de veículos no Brasil em 11 de janeiro.

REFORMA ADMINISTRATIVA

O candidato a presidente da Câmara também demonstrou apoio à reforma administrativa. Ele disse, porém, que é necessário empenho do governo federal.

“Uma reforma administrativa depende muito mais do empenho e da convicção do governo do que propriamente do Parlamento”, segundo o candidato a presidente da Câmara

 

A reforma administrativa deve reduzir benefícios de funcionários públicos. Trata-se de projeto que causa desgaste em quem o apoia.

“Sem que haja uma defesa pública e objetiva do próprio presidente da República é muito difícil uma reforma administrativa avançar na Casa”, declarou.

Baleia foi perguntado, por deputados, se apoiava a inclusão de Ministério Público e Judiciário na reforma administrativa.

“É mais justo que todos estejam na reforma administrativa. A reforma administrativa não pode ser para parte da administração pública, tem que ser para o todo”, disse Baleia Rossi.

CONTEXTO

Baleia Rossi é, junto com Arthur Lira (PP-AL), um dos principais candidatos a presidente da Câmara.

Baleia tem o apoio do grupo político de Rodrigo Maia e das cúpulas dos principais partidos de oposição. Lira é líder do Centrão e tem apoio do governo federal. Aproximou-se de Jair Bolsonaro ao longo de 2020.

Atualmente Lira é o favorito. A eleição é em 1º de fevereiro, o cenário pode mudar até o momento da votação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: