Baixas temperaturas levam Assistência Social a intensificar abordagem a moradores de rua em Petrópolis

As baixas temperaturas registradas no outono em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, vão levar os agentes da Secretaria de Assistência Social a intensificar as abordagens e acolhimentos de pessoas em situação de rua a partir de segunda-feira (11). As equipes, que já atuam durante o dia, farão o trabalho também durante a noite.

De acordo com dados fornecidos pela prefeitura e registrados pelo Centro Pop (que presta serviço de assistência social) Petrópolis tem, em média, 102 adultos em situação de rua. O objetivo das equipes que atuam na Operação Inverno é oferecer pernoite, alimentação e banho a estas pessoas.

Apesar do inverno só começar no dia 21 de junho, a cidade já tem registrado temperaturas na casa dos 12º.

Segundo informações da prefeitura, no dia 30 de maio, por exemplo, quando a mínima chegou a 6º, o Núcleo de Integração Social (NIS) teve 100% de ocupação dos leitos, ou seja, as pessoas procuraram um local para dormir por conta do frio intenso. Três barracas cedidas pela Defesa Civil foram montadas para permitir o acolhimento de mais pessoas.

“A equipe oferece apoio para quem aceita ir para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua ou para pernoite no Núcleo de Integração Social. Em 2017 houve grande adesão por parte dos usuários, por isso a necessidade de continuar esse acolhimento emergencial”, explica a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

No Centro Pop, os usuários podem tomar banho, se alimentar e passar o dia. De acordo com a situação de cada pessoa, ela pode ser encaminhada para o Núcleo de Integração Social (NIS) onde passará por processo de ressocialização, recebendo tratamento médico e psicossocial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: