fbpx

Aziz defende que Congresso não entre em recesso e CPI continue

Na chegada ao Senado para o depoimento do empresário Carlos Wizard, o presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), defendeu nesta quarta-feira (30) que o Congresso não entre em recesso para a continuidade dos trabalhos da comissão.

“Num momento em que todo dia está morrendo muita gente, não temos esse direito de ter recesso. A nossa obrigação é trabalhar sem parar”, disse Aziz. “Depois que o Brasil voltar à normalidade, aí toda pessoa tem direito a férias, mas, nesse momento acho que os senadores não têm direito a isso”.

Aziz destacou que o recesso parlamentar só pode acontecer após a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). “[Podemos ter] o recesso branco, como já aconteceu outras vezes, aí não tem problema a CPI continuar. Agora, não sei dizer se com recesso a CPI pode continuar trabalhando”, afirmou o presidente da comissão no Senado.

Aziz também cobrou que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se posicione com antecedência a respeito da prorrogação ou não da CPI. Na terça (29), Pacheco disse que o pedido de prorrogação do funcionamento da CPI só poderá ser analisado ao fim do prazo de 90 dias.

“Caso ele não vá prorrogar, tem que falar agora. (…) Temos várias pessoas que foram convocadas e não ouvimos ainda e temos várias pessoas sendo convocadas hoje, além de quebras de sigilos telefônicos, fiscais e bancários, entre outras diligências que a CPI têm obrigação de fazê-los”, disse.

O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: