fbpx

AstraZeneca solicita à Anvisa inclusão de 3ª dose de vacina contra Covid-19

A AstraZeneca solicitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a inclusão de uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 no esquema de imunização aprovado pela agência no Brasil. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (17) pela Anvisa.

Na terça-feira (16), o Ministério da Saúde anunciou que todos os adultos com mais de 18 anos poderão receber a dose adicional da vacina contra a Covid-19. O único requisito é esperar o intervalo de cinco meses após a segunda dose.

Segundo a Anvisa, a solicitação da Astrazeneca prevê a vacinação homóloga, ou seja, aplicação de dose de reforço em pessoas que receberam as duas doses iniciais da mesma vacina da Astrazeneca há pelo menos 6 meses.

A proposta feita à agência envolve todas as faixas etárias atualmente incluídas na bula, pessoas com 18 anos ou mais. Hoje, a bula atual da AstraZeneca prevê duas doses para imunização completa.

“Alteração na bula de qualquer medicamento ou vacina, os estudos clínicos devem demonstrar uma manutenção do perfil de segurança do produto e indicar a eficácia atingida com a dose adicional”, disse a Anvisa.

“O prazo para avaliação do pedido de inclusão de terceira dose é de até 30 dias, desde que não haja a necessidade de esclarecimentos adicionais, conforme prevê o artigo 7 da Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 415/2020”.

Terceira dose da vacina

Após ter iniciado em setembro a aplicação da terceira dose da vacina contra Covid-19 em idosos e imunossuprimidos, o Brasil está expandindo a vacinação com dose adicional. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que o governo vai aplicar uma dose de reforço da vacina para toda a população acima de 18 anos.

A aplicação será para quem tomou a segunda dose há mais de cinco meses. Além de o público ter sido ampliado, o intervalo entre aplicações diminuiu — visto que anteriormente o intervalo mínimo deveria ser de seis meses.

A terceira dose deve ser preferencialmente a Pfizer ou uma vacina diferente da aplicada nas duas primeiras. No caso de quem tomou duas doses da Pfizer, o Ministério da Saúde afirmou que ainda está decidindo qual será a dose adicional aplicada.

Segundo a pasta, os imunizantes que serão usados na dose de reforço de todos os maiores de 18 anos serão os da AstraZeneca, Pfizer e Janssen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: