Assistência Social de Belford Roxo promove curso de capacitação para funcionários

Cento de vinte funcionários da Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Semasc) participaram de um curso de qualificação sobre: Capacitação Voltada à Resiliência, Solução de Problemas e Saúde mental no Atendimento ao Público, ministrado pelo professor e psicanalista, Diogo Bonioli. A turma que, trabalha diretamente com atendimento ao público, teve a oportunidade de aprender técnicas para receber e resolver demandas.

Mestrando em psicologia na área de Cognição Social e Cidadão Belforroxense (título concedido pelo vereador Tuninho Medeiros), Bonioli assegurou durante a palestra que “todo problema tem solução”. Para ele, as pessoas precisam ter atitudes para buscar respostas imediatas. “Nem sempre a solução conseguida é aquela que desejávamos. Mas não importa. O ideal é saber ouvir e solucionar as demandas no dia a dia. Durante a capacitação abordo técnicas de resiliência (área da psicologia usada para suportar dificuldades e vencer obstáculos) de soluções de problemas”, disse ele que também é formado em Filosofia.

Priorizando o bom serviço

A secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosana Moura, não abre mão do bom atendimento. “Atender bem as pessoas que procuram a Secretaria é nossa prioridade. Prestamos serviço social e não podemos perder tempo. Por isso, precisamos estar atentos em busca de soluções, encaixando a pessoa que nos procura no programa social adequado a sua necessidade”, assegura Rosana. “Para isso, convidamos representantes de cada setor que serão multiplicadores das informações recebidas durante a capacitação, como auxiliares administrativos dos equipamentos de Proteção Social Básica e Especial, cadastradores do Programa Cad Único, orientadores administrativos do setor da Cidadania”, afirmou Diogo Bastos, secretário adjunto da Semasc.

Assessora técnica de Cidadania, Ana Claudia Assumpção Galdino de Souza, 37, elogiou o evento. “Enriquecedor. Adquirimos conhecimentos como profissionais da área que atuamos e ainda para o nosso dia a dia”, disse. Sua colega de trabalho, Vitória Eduarda Santana Nunes, 18, também comentou: “Muito interessante pra gente que trabalha diretamente com o público. Às vezes, temos que esquecer nossos problemas pessoais para atender bem as pessoas”. Maurício José do Nascimento, 61, que atua no setor de Cidadania salientou que a renovação dos conhecimentos se faz necessária. “Temos que ter capacidade para atender bem sempre”. Mário Conceição, Ilda Lucia Gonzaga, e Elga Souza Costa, assessores técnicos da Subsecretaria da Pessoa com Deficiência Direitos Humanos não pensam diferente: “Tem casos que a família toda tem problema. Fazemos visita nas casas e nosso envolvimento profissional acaba sendo muito grande. Saber mais é muito importante, principalmente através de um palestrante como o Bonioli”, afirmou Mário ao lado das colegas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: