fbpx

Assistência de Japeri oferece café para usuários do bolsa família

Os beneficiários do Bolsa Família que buscam quatro das cinco unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) no Município de Japeri, contam desde a última sexta-feira(12), com café da manhã enquanto esperam o atendimento. A decisão veio em função do aumento à procura  por informações sobre o Auxílio Brasil,  que começou a ser pago nesta quarta-feira(17) para quem está em dia com o cadastro do Bolsa Família e tem NIS final 1. Quem não tem o cartão do benefício recebe pelo Caixa Tem, seguindo o calendário que vai até o dia 30 para quem tem final de NIS 0.

Vendo o aumento do número de pessoas nos CRAS, a Prefeita dra. Fernanda Ontiveros e o Secretário de Assistência Social e Trabalho, Junior Martins decidiram por minimizar o tempo de espera das pessoas. “A prefeita com um olhar diferenciado nos pediu para ver com carinho a situação. Nos sensibilizamos com os usuários, embora não haja necessidade de que  cheguem de madrugada. Estamos trabalhando com agendamentos”, explicou o secretário.

O aumento da demanda, segundo a psicóloga Marcelle Amaral, veio em função do recadastramento e cadastros novos no (CADÚnico) Cadastro Único do Governo Federal. “Quem está com o registro atualizado e já recebe o Bolsa Família não precisa vir ao CRAS. Vai receber o Auxílio Brasil normalmente”, explicou a psicóloga.

Pessoas que recebiam o Auxílio Emergencial são as que mais têm buscado informações no CRAS. A maior dúvida é se terão direito ao novo benefício do governo federal. São distribuídas 25 senhas diárias e as pessoas podem agendar o dia e horário de comparecimento.

Café

O café era oferecido inicialmente para um grupo de idosos, mas com o aumento da demanda será oferecido aos demais usuários enquanto perdurar o aumento do fluxo de pessoas.

A dona de casa Sebastiana Santos da Silva,52, chegou às 6h da manhã para se recadastrar no Bolsa Família. “Fiquei muito feliz em poder tomar café aqui. Vim para cá em jejum para atualizar meus dados. Dependo deste dinheiro”, contou. Quem também chegou em jejum foi Maria Josefa da Conceição,62 anos.  “Não tenho nenhuma renda. Recebia o Auxílio emergencial e estou aqui para me cadastrar para tentar receber o novo auxílio do governo”, disse a moradora do bairro Guandu.    

O café está sendo oferecido no CRAS de Mucajá, Alecrim, Nova Belém e Japeri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: