fbpx

Às vésperas do Dia das Crianças, PlayStation 5 passa de R$ 6 mil após ter preço sugerido abaixo de R$ 4 mil

Às vésperas do Dia das Crianças, quem procurava um PlayStation 5 (console mais novo da linha mais famosa da Sony) para os pequenos se surpreendeu. O videogame, que chegou a ter como preço sugerido pela empresa de R$ 3.899,90, não saía por menos de R$ 6 mil em algumas revendedoras autorizadas.

Sites de busca de preços como Zoom e Buscapé mostraram que nos últimos 40 dias o produto chegou a ser vendido recentemente por R$ 4.399,99, como o registrado no dia 5 de outubro. Três dias depois, o valor encontrado era de R$ 6.036,63.

O aumento repentino pode ser explicado tanto pelo aumento da demanda devido à data comemorativa como ao próprio “preço dinâmico” praticado pelas lojas. Essa estratégia se assemelha ao que acontece com o preço das passagens aéreas, que pode mudar várias vezes em um dia, de acordo com a procura por voos para aquele destino e naquela data. No caso das lojas on-line, porém, mais coisas são levadas em consideração, inclusive dados do próprio comprador.

Segundo especialistas, os sistemas usados pelos e-commerces tentam ler uma série de informações para identificar quem é o comprador que está fazendo aquela pesquisa. Ao descobrir informações sobre eles, os algoritmos das lojas podem variar o preço do produto, seja para incentivá-lo a comprar mais rápido ou até colocando um valor maior, como contamos nesta reportagem.

Mas ainda que a alta dos preços deixe os consumidores indignados ela não é ilegal. Segundo o professor Renato Franzin, pesquisador da Escola Politécnica da USPnão há uma “restrição” de valores praticada pelo fabricanteEle não pode, por exemplo, determinar por qual preço os revendedores vão negociar aquele produto.

“Quando falamos de revendedor autorizado, estamos nos referindo àqueles que têm a credencial de que está vendendo algo legítimo, que não é falso. Mas isso não influencia no preço. Há um preço sugerido, mas o lojista pode aceitar ou não”, afirma.

No mês de agosto, quando o governo fez uma nova redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (o chamado IPI) incidente sobre jogos eletrônicos e acessórios, a plataforma da PlayStation no Brasil publicou em suas redes sociais que os novos preços sugeridos para o produto seriam de R$ 3,899,90 para o PlayStation 5 Edição Digital e de R$ 4.399,90 para o PlayStation 5 com leitor Blu-ray Ultra HD.

Na época, o governo divulgou que “para consoles e máquinas de jogos de vídeo, as alíquotas do IPI caem de 30% para 20%Já as partes e acessórios dos consoles e das máquinas de jogos de vídeo em que as imagens são reproduzidas numa tela, o imposto reduz de 22% para 12%. Para jogos de vídeo com tela incorporada e suas partes, o IPI que era de 6% será zerado“.

playstation 5 — Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: