Arte em homenagem ao Marinheiro João Cândido é inaugurada na residência onde ele viveu

Para prestar mais uma homenagem a João Cândido, o homem responsável pelo fim dos castigos sofridos pelos marinheiros até o início do século passado, o artista Cazé foi convidado para pintar o muro da casa onde ele viveu por quase quatro décadas, em Coelho da Rocha. Ele foi decorado com pinturas de momentos marcantes daquilo que ficou conhecido como a Revolta da Chibata (1910).

Cazé realizou com maestria a pintura de quadros como o cerco ao governo imposto por navios comandados pelo marinheiro que ficou conhecido como Almirante Negro, que exigia o fim dos castigos. Em outra cena, ele segura o diário oficial que ratificou a decisão do governo e pôs fim às chibatadas.

Único filho vivo dos 11 que João Cândido teve, Seu Candinho, como é conhecido, falou sobre a homenagem recebida e, muito alegre, comentou que o local foi a última morada de João Cândido: “É motivo de muito orgulho para minha família, ele morou aqui por quatro décadas e construiu nossa família. Eu agradeço por esse momento em homenagem ao meu pai”, contou.

Idealizador do projeto Negro Muro, que já homenageou outras personalidades negras do Estado do Rio de Janeiro, o produtor cultural Pedro Rajão falou que este já é o 13º muro feito: “Esta obra é, sem dúvidas, a mais especial de todas. Fazer essa homenagem na casa dele, com o filho dele, é uma honra muito grande. Estou muito feliz”, declarou.

O subsecretário de Direitos Humanos e Igualdade Racial, junto com a secretária de Cultura do município, Raquel Queiroz, contou que o local será um ponto turístico da cidade: “É um resgate da história que não deve ser apagada, é uma luta não apenas de Meriti, mas do negro, do Brasil. Vamos continuar avançando”, disse. O evento também contou com a presença dos vereadores Jorge Luiz, o “Kbça” e de Cleber Salazar, além da Superintendência de Museus do Governo do Estado.

A Prefeitura de São João de Meriti reconhece João Cândido como herói municipal, assim como o Governo do Estado como herói estadual. Além disso, um projeto tramita em Brasília para que ele seja reconhecido como herói nacional.

Vale dizer ainda que o Museu Marinheiro João Cândido está sendo montado no Morro do Embaixador, onde a primeira fase da obra (área externa) foi completamente concluída e seguirá, em breve, com a reforma do casarão e das vias de acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: