Argentina ultrapassa 70 mil mortes por Covid-19

A Argentina ultrapassou neste sábado (15) a marca de 70 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, enquanto a média diária de novos casos não cai e permanece acima de 20 mil, informaram as autoridades.

Segundo o Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas houve 400 óbitos por coronavírus, o que eleva o saldo total para 70.253. Também foram notificadas 21.469 novas infecções, assim, 3.290.935 dos 45 milhões de habitantes do país já foram infectados.

Equipe médica tenta reanimar um paciente de Covid que teve um ataque cardíaco durante a intubação em um hospital de Lomas de Zamorra, na Argentina, em 8 de maio — Foto: Natacha Pisarenko/AP

Um dos indicadores que mais preocupa as autoridades é a ocupação em unidades de terapia intensiva, que está em 70,1% e vem aumentando nos últimos nove dias.

De acordo com o relatório oficial, 5.517 pessoas permanecem hospitalizadas em terapia intensiva em todo o país.

Na semana passada, a pasta da Saúde confirmou pela primeira vez a detecção das variantes do vírus descobertas na Índia e na África do Sul, em três viajantes que entraram no país vindos da França e da Espanha.

As fronteiras permanecem fechadas e a entrada é permitida apenas para argentinos e estrangeiros residentes. Já circulam na Argentina as cepas de Manaus, do Rio de Janeiro e do Reino Unido.

Desde meados de abril, o governo reforçou as medidas para reduzir a circulação de pessoas com o objetivo de desacelerar a curva de contágio.

A Argentina já recebeu 11,4 milhões de vacinas de diversos laboratórios, de forma que 9,9 milhões de pessoas já foram vacinadas, sendo 1,8 delas com as duas doses necessárias.

No começo do mês, o país passou a marca de 3 milhões de diagnósticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: