Argentina registra 100 mil mortos por Covid-19

A Argentina atingiu nesta quarta-feira (14) a triste marca dos 100 mil mortos por complicações da Covid-19 no país, segundo o balanço oficial do governo.

Apenas nas últimas 24 horas, foram registrados 614 óbitos. Desde o início da pandemia foram 100.250 vidas perdidas – o que faz do país ser um dos mais atingidos pela doença na região.

A média de casos diários está caindo em relação ao pico do mês passado, e a ocupação de leitos de UTI está diminuindo, mas ainda passa de 60% nacionalmente.

Mais de 4,7 milhões de argentinos já foram diagnosticados com a infecção causada pelo coronavírus.

Vacinação

A Argentina, um país de cerca de 45 milhões de habitantes, já administrou mais de 25 milhões de vacinas – 45% da população – mas só 5 milhões já receberam as duas doses.

No país sul-americano são usados três imunizantes diferentes, e todos eles são aplicados em um regime de duas doses, como a maioria dos usados Brasil: Sputnik V, AstraZeneca e Sinopharm.

A distribuição de vacinas está despertando a esperança de que o país conseguirá controlar a pandemia, mas a variante delta preocupa.

Ainda que as vacinas sejam eficazes contra essa cepa do vírus, as duas doses são essenciais para conferir a proteção necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: