fbpx

Após ter festa cancelada pela pandemia, Estandarte de Ouro de 2020 chega às mãos dos vencedores

RIO — Previsto para ser entregue numa grande festa logo após o desfile de 2020, cancelada por conta da pandemia do novo coronavírus, o Estandarte de Ouro para os melhores do último carnaval começou a chegar às mãos dos vencedores na última semana. Num ano atípico, em que as escolas não puderam mostrar o seu espetáculo na Avenida, a premiação é vista pelos sambistas como um alento e uma esperança de dias melhores. O prêmio é uma realização dos jornais O GLOBO e Extra e tem o objetivo de celebrar os destaques do carnaval.

— Esperávamos uma festa gigantesca para receber todos estes troféus e levar nossos componentes. Mas este momento talvez seja especial e muito melhor, porque, agora, esse prêmio traz felicidade e alento, além de nos tirar dessa angústia e dar vontade de lutar pela vida e pelo sucesso da nossa escola — comemora Milton Perácio, presidente da Grande Rio, a grande vencedora, agraciada com cinco troféus, inclusive o de melhor escola.

Para o dirigente, a premiação reacende nos integrantes da escola o desejo de lutar pelo sonhado título de campeã do carnaval para a escola de Duque de Caxias, que completa 33 anos em 2021. Para Alex Fab, diretor de carnaval da Viradouro, contemplada nas categorias de melhor enredo e melhor comissão de frente, a premiação é vista como um acolhimento para os sambistas durante a pandemia.

Os troféus foram entregues na terça-feira na quadra da escola, aos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon, que desenvolveram o enredo “Viradouro de Alma Lavada”, e aos coreógrafos Alex Neoral e Marcio Jahú, responsáveis pela comissão de frente. O vice-presidente da escola, Hélio Nunes, e alguns componentes também estiveram presentes.

— O Estandarte de Ouro traz para os premiados e para a escola uma satisfação muito grande. É um prêmio que projeta e abre portas para os profissionais, que o consideram o Oscar do samba. No momento em que o carnaval passa por esse hiato, com os profissionais tristes e alguns passando por dificuldades, essa premiação dá uma ponta de esperança de que dias melhores virão — aponta o diretor de carnaval da Viradouro.

O jornalista Marcelo de Mello, coordenador do prêmio Estandarte de Ouro, destacou a ideia de resistência que está intimamente ligada às escolas de samba:

— Resistir e superar foi preciso desde o tempo em que sambistas eram perseguidos pela polícia. E o Estandarte de Ouro valoriza a capacidade de dar a volta por cima desde que foi criado, há cinco décadas.

Todas as pessoas que compraram ingressos para a festa de premiação, que foi cancelada, estão sendo ressarcidas. A equipe do Ingresso Certo tem realizado os cancelamentos e estornos dos valores pagos. Quem, por alguma razão, ainda não tenha sido atendido pode entrar em contato pelo e-mail atendimento@ingressocerto.com. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h.

A lista de vencedores

Escola

Grande Rio

Samba-enredo

“Tata Londirá – o canto do caboclo no quilombo de Caxias”, Grande Rio

Enredo

“Viradouro de alma lavada”, da Viradouro

Bateria

Vila Isabel, com comando do mestre Macaco Branco

Puxador

Evandro Malandro, da Grande Rio

Fernando Pamplona

Abre-alas da Grande Rio

Inovação

Águia da Portela

Ala de passistas

Unidos da Tijuca

Ala

Ala das damas, com a fantasia “A viúva alegre”, do Salgueiro

Personalidade

Elza Soares, na Mocidade

Baianas

Grande Rio

Mestre-sala

Sidclei Santos, do Salgueiro

Porta-bandeira

Marcella Alves, do Salgueiro

Comissão de frente

Viradouro

Destaque do Público

Alegoria “Em busca do ouro”, da Estácio de Sá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: