Após protestos, presidente da Colômbia retira reforma tributária de pauta

Ivan Duque durante anúncio sobre a desistência do projeto de reforma tributária, em 2 de maio de 2021 — Foto: Divulgação/Presidência da Colômbia/Via Reuters

O presidente da Colômbia, Ivan Duque, disse no domingo (2) que vai retirar a proposta de reforma tributária depois de protestos no país e de ampla oposição por parte dos parlamentares.

Duque já havia afirmado na sexta-feira que a lei seria revisada para remover alguns de seus pontos mais polêmicos, como o nivelamento do imposto sobre vendas de alguns alimentos e de serviços públicos, mas o governo já havia insistido que não o retiraria de pauta.

Os protestos contra a reforma terminaram com diversas mortes em todo o país.

“Estou pedindo ao Congresso que retire a lei proposta pelo Ministério da Fazenda e processe urgentemente uma nova lei que seja fruto do consenso, a fim de evitar incertezas financeiras”, disse Duque em vídeo.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Manifestações no sábado

No sábado houve o quarto dia consecutivo de protestos. Os manifestantes diziam que a reforma tributária pune a classe média com medidas como o aumento do imposto por valor agregado que incide em bens e serviços.

sindicatos, estudantes, indígenas, oposição e outras organizações da sociedade civil mais uma vez tomaram as ruas das principais cidades do país no Dia Internacional dos Trabalhadores, ao som de panelaços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: