Após o surgimento de três casos, Nova Zelândia decreta ‘lockdown’ de três dias em Auckland

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou neste domingo (14) um “lockdown” de três dias em Auckland, após a descoberta de três novos casos locais de infecções por coronavírus.

Um total de 1,7 milhão de pessoas deverá permanecer em suas casas na maior cidade do país. Elas só podem sair para comprar comida ou ir ao médico.

Escolas e empresas estarão fechadas na segunda-feira (15). Os negócios considerados “essenciais” poderão abrir.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern — Foto: Marty Melville / AFP Photo

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern — Foto: Marty Melville / AFP Photo

Reação eficaz

A Nova Zelândia reagiu rapidamente aos primeiros casos de coronavírus no início da pandemia e fechou suas fronteiras para controlar o espalhamento e evitar a importação de novos casos.

O país também desenvolveu um programa agressivo de testes e rastreamento de infectados, além de uma estratégia de comunicação clara e eficaz para a população.

Isso permitiu que o país praticamente erradicasse a doença e houvesse uma de normalidade dentro de suas fronteiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: