Após negar que a mãe recebeu CoronaVac, Bolsonaro sugere golpe de enfermeiro

No último dia 12, a mãe do presidente Jair Bolsonaro, Olinda Bonturi Bolsonaro, foi vacinada contra o coronavírus em sua casa, no município de Eldorado, na região sul de São Paulo. A prefeitura da cidade afirmou não ser possível confirmar a vacina que ela recebeu.

A mãe de Bolsonaro tem 93 anos e foi vacinada no meio de outras pessoas do grupo prioritário, onde receberam a CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. No mesmo dia em que Olinda foi imunizada, outras 25 pessoas também foram vacinadas, sendo que todas as doses aplicadas no dia eram da CoronaVac. Uma reportagem do jornal “Metrópoles” confirmou que o único imunizante aplicado no dia 12, em Eldorado, foi o fornecido pelo laboratório chinês.

Após ter confirmado a imunização da mãe, Bolsonaro negou que ela tenha recebido a CoronaVac e afirmou que a vacina tinha sido da Oxford/AstraZeneca. O presidente alegou que um funcionário do atendimento de saúde teria rasgado o cartão de vacinação de Olinda e entregado um aleatório com uma identificação do Butantan.

“O cara (enfermeiro) foi embora, vacinou minha mãe e foi embora. Duas horas depois o cara volta lá todo apavorado, vai atrás da casa da minha mãe, chama lá a pessoa que acompanha minha mãe, pega o cartão de vacina dela, que é este aqui e rasga”, relatou. “E daí entrega para minha mãe a vacina escrito aqui embaixo ‘Butantan'”, afirmou Bolsonaro.

A parceria do Butantan com a empresa chinesa foi anunciada no ano passado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP). Desde então, Bolsonaro contesta a qualidade da CoronaVac.

Durante uma transmissão ao vivo, o presidente chegou a apresentar um papel que seria uma suposta reprodução do cartão de vacinação de sua mãe. De acordo com Bolsonaro, a imunização de Olinda foi utilizada pela imprensa para “politicagem”.

A assessoria de imprensa da prefeitura de Eldorado divulgou uma nota e informou que a mãe do presidente foi vacinada por uma equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF).

“A pedido da família, não foram registradas imagens e não poderemos divulgar qual vacina a sra. Olinda recebeu. O que podemos informar é que recebemos um total de 2.861 doses da vacina Coronavac e 80 doses da AstraZeneca”, disse a nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: