Após 9º título do Australian Open, Djokovic desabafa sobre críticas: “Sou um ser humano”

Novak Djokovic levantou pela nona vez o troféu do Australian Open e seu 18º Grand Slam ao vencer o russo Daniil Medvedev neste domingo. Mas se o caminho para a vitória pareceu fácil ao número 1 do mundo dentro de quadra, fora dela a pressão se mostrou a maior adversária do sérvio, que desabafou sobre como as críticas o afetaram ao longo do torneio.

Novak Djokovic conquistou nono título do Australian Open neste domingo — Foto: Andy Cheung/Getty Images

– Emocionalmente, foi um dos torneios mais difíceis que tive. A carta que escrevi com as ideias que recebi dos jogadores foi mal interpretada como uma “lista de exigências”. Parece injusto da parte de algumas pessoas que criticam e julgam sem realmente verificar antes, mas não é a primeira vez e provavelmente não será a última. Claro, isso dói. Sou um ser humano como qualquer outra pessoa. Tenho emoções, não gosto quando alguém me ataca abertamente – desabafou o sérvio.

Djokovic divulgou uma carta de recomendações para a estadia dos atletas na bolha de isolamento em Melbourne. Na ocasião, os tenistas denunciaram um suposto detrimento por parte da organização do Grand Slam em relação aos atletas de destaque do tour, isolados em Adelaide.

Além de acender ainda mais a polêmica envolvendo as bolhas, a carta não foi bem recebida no meio e o número 1 do ranking foi alvo de críticas, como de Nick Kyrgios, que sugeriu que o sérvio estava sendo usado como uma “ferramenta”.

Novak Djokovic, campeão do Australian Open pela nona vez — Foto: Getty Images

Apesar de ter sofrido com a enxurrada de críticas, Djokovic garantiu que trabalha para evitar que a questão seja um problema em seu desempenho nas quadras, e ainda disse ver a conquista do nono título do Aberto da Austrália como uma “resposta” aos críticos:

– Não posso dizer que não me importo com isso, tenho que ser honesto, mas não permiti que isso atrapalhasse meu desempenho. Ganhar o troféu é, de certa forma, a minha resposta. Desenvolvi uma casca grossa ao longo dos anos para evitar essas coisas e me concentrar no que é mais importante para mim. Foi um passeio de montanha-russa. Mas acho que a vitória fica ainda mais doce para mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: