fbpx

Ao vivo: Mandetta diz que viu documento na Presidência com indicação de cloroquina para Covid; acompanhe

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta já depõe há pouco mais de três horas, nesta terça-feira, na CPI da Covid no Senado Federal. O relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), foi o primeiro a fazer perguntas. Entre as respostas dadas até o momento, o ex-ministro chegou a dizer que viu uma minuta de documento da Presidência da República para que a cloroquina tivesse na bula a indicação para Covid-19 e que o presidente Jair Bolsonaro parecia ouvir “outras fontes” que não o Ministério da Saúde.

Segundo Mandetta, o próprio diretor-geral da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) discordou dessa medida. De acordo com Mandetta, o ministro “Jorge Ramos” minimizou a questão, dizendo que era apenas uma sugestão. Na época, o Planalto não tinha um ministro com esse nome, mas um chamado Jorge Oliveira, na Secretaria-Geral, e outro Luiz Eduardo Ramos, na Secretaria de Governo.

Assista ao vivo:

Esta é a 1ª reunião da Comissão para ouvir convocados. Na 4ª feira (5.mai), seria a vez de o ex-ministro Eduardo Pazuello falar à CPI, mas alegou que não poderia comparecer a audiência por suspeita de Covid. Nelson Teich, que seria ouvido nesta 3ª feira (4.mai) depois do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, vai falar na 4ª feira.

Na 5ª feira (6.mai), serão ouvidos o atual ministro, Marcelo Queiroga, e o presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra Torres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: