Angra dos Reis discute educação inclusiva em tempos de pandemia

O trabalho pedagógico desenvolvido com os estudantes com deficiência da rede municipal de ensino de Angra dos Reis, no período de pandemia de covid-19, tem sido amplamente discutido pela prefeitura, por meio da Secretaria de Educação.

No último dia 23, o secretário Paulo Fortunato e sua equipe pedagógica receberam as gestoras da E.M. de Educação de Surdos (EMES), E.M. para Deficientes Visuais (EMDV), Unidade de Trabalho Diferenciado/ Transtorno do Espectro Autista (UTD/TEA) e Centro de Apoio Pedagógico para Deficientes Visuais (CAP) para dialogar sobre as questões específicas do público atendido pela educação especial.

No encontro, cada gestora apresentou as especificidades do trabalho desenvolvido remotamente, os desafios, as novas necessidades e também os resultados que vêm sendo alcançados.

– Neste contexto, ressalta-se a importância do envolvimento e do comprometimento de todos os profissionais das equipes e principalmente a participação e o apoio da família nesse novo formato de ensino – informou o secretário, Paulo Fortunato.

Ainda de acordo com o secretário de Educação, a proposta pedagógica dessas unidades considera o perfil de cada aluno atendido, utilizando recursos e metodologias próprias que envolvem, dentre eles, o sistema Braille e material ampliado para cegos e deficientes visuais, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para surdos e a Comunicação Alternativa para estudantes com transtorno do espectro autista.

Além disso, os estudantes e suas famílias contam com o apoio técnico de equipe multiprofissional com assistente social, fonoaudiólogas e psicólogas lotadas nas próprias Unidades de Ensino.

– A Educação Especial em nosso município possui um histórico de décadas marcado pela seriedade, competência técnica e compromisso com a inclusão educacional, o que tornou o trabalho desenvolvido uma referência a nível nacional, tanto em outras redes de ensino quanto no meio acadêmico – avaliou Fortunato.

O secretário finalizou o encontro reafirmando o compromisso da gestão municipal com o respeito à diversidade e à educação inclusiva na perspectiva da garantia de direitos educacionais, principalmente no que se refere ao acesso, permanência e aprendizagem de todos os estudantes matriculados nas unidades de ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: