Amoêdo desiste de candidatura e critica falta de unidade no Novo

Um dos fundadores do Novo, João Amoêdo desistiu de disputar a Presidência da República pela segunda vez, em 2022. A decisão ocorre depois que uma ala do partido resolveu lançar o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG) como pré-candidato ao Planalto, o que obrigaria os dois a disputarem internamente a vaga para a corrida presidencial. Ao justificar sua desistência, o quinto candidato mais votado na eleição de 2018 reclamou da falta de unidade e transparência da legenda.

Amoêdo tem adotado discurso duro contra o presidente Jair Bolsonaro, defendendo o seu impeachment. Embora faça críticas públicas ao presidente, a bancada do Novo é uma das mais alinhadas ao Planalto nas votações, conforme mostra o Radar do Congresso, ferramenta do Congresso em Foco que monitora o índice de governismo dos parlamentares.

“Após avaliar os acontecimentos subsequentes ao anúncio da minha candidatura em 01/06 decidi declinar ao convite anteriormente recebido. Na minha avaliação, a ausência de um posicionamento transparente, firme e célere da instituição, neste processo, demonstrou a falta de unidade do NOVO quanto ao propósito para 2022”, escreveu ele nas redes sociais.Leia mais

Em nota, o partido agradeceu a Amoêdo. “Seguiremos trabalhando na construção de uma alternativa ao bolsopetismo para 2022. Agradecemos todo o inestimável esforço de João Amoêdo, que se dedica há mais de uma década para a construção e consolidação do Novo. Obrigado, João”, diz a legenda.

Veja a mensagem enviada por Amoêdo aos membros da Convenção Nacional do Novo:

“Após avaliar os acontecimentos subsequentes ao anúncio da minha candidatura em 01/06 decidi declinar ao convite anteriormente recebido. Na minha avaliação, a ausência de um posicionamento transparente, firme e célere da instituição, neste processo, demonstrou a falta de unidade do NOVO quanto ao propósito para 2022.

Muito me orgulharia representar o NOVO nesse momento tão importante para o nosso país, mas não há como iniciar essa dura caminhada sem a condição por mim citada quando da aceitação desse convite “mas aceito essa tarefa confiando que trabalharemos como um time, com resiliência, alinhamento, humildade e coerência, dentro dos princípios, valores e propósitos que justificaram a fundação do NOVO.”

Continuarei trabalhando na construção de um País melhor para todos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: