Ambev entrega caixas térmicas à Unidade da Saúde da Família, em Caxias

Com o cancelamento do Carnaval oficial devido à pandemia de covid-19, a Ambev decidiu doar caixas térmicas, que seriam utilizadas pelos vendedores ambulantes, para armazenar e transportar as vacinas contra o vírus. Depois de ver a publicação da empresa sobre a iniciativa, no Twitter, e solicitar uma doação, o técnico de enfermagem Devanil de Lima, da Unidade da Saúde da Família Parada Morabi, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, recebeu duas caixas térmicas nesta sexta-feira. Segundo o profissional, agora, três equipes da unidade podem ir às ruas para atender pessoas que não podem sair de casa e precisam ser vacinadas.

“Eu não imaginava que isso poderia acontecer. Sigo a Ambev nas redes sociais, vi a mensagem e fiz o pedido com a foto, mas não esperava que eles realmente fossem entrar em contato comigo. Quando me procuraram fiquei muito feliz e o pessoal da unidade também. Sou técnico de enfermagem responsável pela área de vacinas. Começamos a aplicar as vacinas contra a Covid em idosos na semana passada e estamos precisando de verdade”, contou Devanil de Lima.

Doação

A empresa esclareceu que as demais entregas serão feitas pelos Estados, conforme a priorização do Ministério da Saúde, que começou a receber os equipamentos nesta sexta-feira. Serão doadas mais de cinco mil caixas térmicas com a capacidade de armazenamento simultâneo para mais de 3 milhões de doses de vacinas.PUBLICIDADE“Este não é o momento de ter festas nas ruas ou aglomerações. O nosso papel é apoiar o país na vacinação para que em 2022 a gente possa voltar a curtir o Carnaval com saúde e muita folia”, comenta Jean Jereissati, CEO da Ambev.

Segundo a Ambev, as caixas térmicas, que foram adaptadas especialmente para o uso médico, são de poliuretano e possuem um termômetro para controle da temperatura. “A logística de distribuição será feita pela empresa, junto com seus parceiros Transportadora Real94 e LZN Logística, e será feita com critérios de priorização dos estados com menor renda e maior população”, reforçou em nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: