Alunos de Queimados realizam exposição sobre meios de comunicação

Ao longo dos milênios, muita coisa mudou na forma como a humanidade se comunica. E para abordar o impacto dessas mudanças e sua influência no cotidiano, os alunos da Escola Estadual Municipalizada José de Anchieta, localizada em Queimados, promoveram nesta sexta-feira (8) I Feira do Conhecimento. O evento, que reuniu trabalhos pedagógicos produzidos em sala de aula durante o ano letivo, aconteceu sob o tema “Comunicação é a Arte de Educar para Conviver”.

Com foco na interatividade dos espectadores de toda a comunidade escolar, os cerca de 400 alunos (entre Pré I e 9º ano) abordaram temas como: história e evolução dos meios de comunicação na sociedade, a advento das redes sociais e impacto das fake news.

Segundo a diretora da unidade, Naíza de Azevedo, a feira visa ressaltar a importância da utilização dos meios de comunicação. “Há muitas histórias sobre o telefone, a televisão, a internet, etc. A invenção desses aparelhos e de toda essa tecnologia são primordiais para consolidar nosso ensino em sala de aula. Estamos dentro de uma era em que é necessário abordar essa temática”, contou a docente.

Para o Secretário Municipal de Educação, Lenine Lemos, o tema é importante no cenário atual. “Comunicação é a forma com que nos expressamos. Por isso, esse ano pensamos nesse tema, especificamente para que as unidades desenvolvessem com seus alunos e, também, com a comunidade em volta dela. Aliás, esse assunto está grande evidência na sociedade e, como formadores de opinião, devemos alertas sobre assuntos como Fake News e suas consequências”, frisou o professor.

Tema incentiva a reflexão

Como as redes sociais podem influenciar na nossa estética corporal? Quem responde essa pergunta é Jamilly Vitória (15), que ao lado da professora de Português e idealizadora do projeto “Que corpo o meu corpo tem?”, Katiuscia Lucas, explicam o conceito da iniciativa. Segundo a estudante, a era digital tem influenciado o comportamento e criado distúrbios de personalidade.

“As mídias digitais – principalmente o Instagram – têm influenciado o nosso comportamento diante das câmeras. Geralmente, não mostramos a nossa verdadeira beleza, mas tentamos nos enquadrar em um certo padrão de perfeição. Com este projeto paramos para refletir se realmente estamos bem como aparentamos nas redes sociais?”, contou a aluna do 8º ano.

Outro meio importante na história da comunicação é a pintura. Inspirada pelos trabalhos desenvolvidos durante as aulas de arte, a estudante do 7º ano, Thauany Cartonilho (15), produziu suas próprias obras. “Baseada nas aulas de artes eu fiz esses desenhos em casa. Adoro desenhar e ajudar a mostrar o valor da mulher na sociedade”, finalizou a jovem, que deseja se tornar uma artista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: