Allan Turnowski, ex-chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro, deixou, na manhã desta quinta-feira (30), o Presídio Constantino Cokotos, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio.

A prisão dele foi revogada pelo Supremo Tribunal Federal, na noite desta quinta-feira (29), em uma decisão assinada pelo ministro Kássio Nunes Marques. Apesar da soltura, Nunes Marques determinou medidas cautelares contra o delegado, como a proibição de visita às repartições da Polícia Civil ou deixar o país durante as investigações.

Turnowski é candidato a deputado federal pelo PL, e vai participar da votação deste domingo (02). Ele deixou o cargo de chefe de Polícia Civil em março deste ano para se candidatar, mas acabou sendo preso por suspeita de envolvimento com o jogo do bicho e por participar de um plano para matar o contraventor Rogério Andrade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.