Alerj e Consulado Chinês celebram parceria na chegada do ano novo lunar

Com o desejo de fortalecimento e ampliação de parcerias, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e o Consulado Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro celebraram, nesta terça-feira (09/02), o Ano Novo Lunar. A data, que este ano cai no dia 12/02, foi incluída no Calendário Oficial do Estado por meio da Lei 7.471/16. Seguindo a tradição daquele país de presentear nesta época, no encontro virtual, foram doados 80 mil máscaras e 500 livros ao Parlamento fluminense.

A China é o nosso principal parceiro comercial – as exportações brasileiras, em 2020, somaram US$ 67,6 bilhões e as importações, US$ 34 bilhões. Com a pandemia do coronavírus, a cooperação com o país asiático ganhou mais evidência. É de lá que vêm os insumos para os institutos Fiocruz e Butantan produzirem as vacinas contra a covid-19.

O cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, Sr. Li Yang ressaltou que a inclusão da festividade no calendário do estado foi um marco para as duas nações: “Enxergamos esta lei como uma demonstração da amizade entre brasileiros e chineses. Trata-se de uma aproximação cultural, uma demonstração de confiança, um movimento importante dentro da parceria estratégica e global entre os dois países”, afirmou.

O presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), disse que a pandemia ampliou as relações comerciais entre os dois países. Para ele, a data é a oportunidade de conhecer melhor a cultura deste parceiro. “Celebramos hoje as relações estreitas e vitais para os brasileiros e chineses. Nesta cerimônia recebemos itens essenciais para salvarmos vidas. Mas é nessa troca cultural que as pessoas se conhecem, alcançam o ponto de vista do outro e geram empatia”, destacou Ceciliano.

Pelo horóscopo chinês, este é o Ano do Boi de Metal, figura que representa diligência, determinação e paciência para alcançar os objetivos. A deputada Tia Ju (Republicanos), autora da lei que instituiu a data comemorativa no estado, destacou também a importância da solidariedade no fortalecimento dos laços: “O ano de 2020 foi de ajuda sem precedente, pelo governo e por empresários chineses. A lei é um exemplo de solidariedade e empatia que devem reger os povos do mundo”.

O diretor-geral da Alerj, Wagner Victer, que iniciou intercâmbio com a China quando era secretário de Estado de Educação, em 2016, também participou da cerimônia. “O que desejo é um ano de muita saúde, sucesso e de realizações conjuntas entre chineses e brasileiros”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: