fbpx

Alerj condecora secretário da Casa Civil com Medalha Tiradentes

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro condecorou com a maior honraria da Casa, a Medalha Tiradentes, o secretário da Casa Civil, Nicola Moreira Miccione. Advogado que fez carreira no setor financeiro como funcionário do Banco do Nordeste, ele assumiu o governo em setembro de 2020 e é considerado um importante interlocutor entre o governo e demais entes públicos. O evento, realizado nesta quarta-freira (08/09), contou com a presença do presidente da Casa, Andre Ceciliano; do governador Claudio Castro; do Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Henrique Figueira; do Procurador Geral do estado, Bruno Dubeux; e foi marcado pelo clima de união entre os poderes e de esperança com a recuperação do estado.

O Presidente da Alerj disse que se trata de uma justa homenagem. “À frente da Casa Civil, o Nicola tem feito as coisas acontecerem. Neste momento que o Rio está atravessando, quando estamos prestes a assinar o Novo Regime de Recuperação Fiscal, ele é uma figura importantíssima para o processo. É fundamental termos uma pessoa com compromisso e que soma muito para o nosso estado”,comentou Ceciliano. Ele destacou, ainda, a importância de os poderes funcionarem harmonicamente: “O Rio de Janeiro precisa de paz. Vamos passar por um momento difícil, porque o novo ajuste do RRF é mais duro do que o de 2017, mas já começamos a avançar. Vamos criar condicionantes para que o estado volte a crescer e gerar renda. Hoje, temos uma conjunção de fatores para a melhoria econômica e o pior já passou. Vamos seguir dialogando para chegarmos a um denominador comum”.

O governador Castro também elogiou o trabalho desenvolvido por Miccione. “Ele tem conduzido com maestria questões importantes como o Leilão da Cedae e outras iniciativas do governo”, enalteceu.

Agradecido, o secretário Miccione afirmou que, apesar de não ser fluminense, ele tem um grande amor pelo Estado do Rio. “Vejo a dedicação do governador e do presidente da Alerj, que trabalham tanto pela união do estado, mas todos nós temos a responsabilidade de fazer com que o Rio continue a ser o principal estado do país”, disse.

Um dos autores da homenagem, ao lado do presidente da Alerj e do deputado Márcio Pacheco (PSC), o deputado Dionísio Lins (PP) disse que o secretário conquistou a todos. “Precisávamos de pessoas agregadoras, como é o caso do Nicola”. Já Pacheco pontuou o merecimento do secretário: “O governador trouxe um profissional ilibado para a Casa Civil”.

O presidente do TJ igualmente ressaltou o trabalho do homenageado. “Estamos formando um novo estado. E que ele seja composto por gente de bem, como é o caso do Nicola, e homens públicos que impulsionam o Rio de Janeiro”, comentou Figueira.

A entrega da comenda aconteceu no gabinete da presidência, onde estavam presentes deputados estaduais e federais, secretários e membros do judiciário fluminense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: