fbpx

Aleitamento materno: Ambulatório de Amamentação do Catan, em Macaé, atende semanalmente

Bernardo tem poucos meses de vida, mas sabe bem o que é bom para a sua saúde: o colo e o  leite quentinho de sua mamãe Kimberly, uma das pacientes atendidas pelo Ambulatório de Amamentação, da Coordenadoria da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan). No local, uma equipe multidisciplinar formada por psicóloga, assistente social, nutricionista e fisioterapeuta faz o atendimento todas as terças-feiras, na parte da manhã, oferecendo orientações – a gestantes e lactantes – sobre a amamentação.

O resultado do trabalho, que é realizado desde 2017 no município, vem rendendo frutos. Um deles é o fato de que 97% das mães adolescentes atendidas no espaço praticam a amamentação exclusiva, em livre demanda, proporcionando mais saúde ao bebê (devido os nutrientes e anticorpos do leite materno) e economia, sem a necessidade de acrescentar fórmulas nessa alimentação.

Qualquer pessoa pode ser atendida no ambulatório, sem necessidade de encaminhamentos ou agendamentos, mas muitas pacientes são referenciadas de outros espaços de saúde, como o Hospital Público de Macaé (HPM). Basta comparecer ao local no dia do atendimento. Toda semana, o grupo recebe mães e familiares para passar  orientações, desvendar mitos e esclarecer dúvidas.

O ambulatório surgiu da necessidade em orientar e acompanhar as puérperas  visando apoiar o aleitamento materno exclusivo. Os principais atendimentos são correção de pega do peito, confusão de bicos (especialmente pelo uso de chupetas), orientação referente à livre demanda, engasgos, mitos e verdades sobre a amamentação, aleitamento materno exclusivo e auxílio no desmame.

As especialistas Roberta Batista (psicóloga), Vanessa Moreira (assistente social), Priscila Rocha (nutricionista) e Emanuele Frazão (fisioterapeuta) atuam juntas em todos os atendimentos e também recebem bebês que tiveram alteração no teste da linguinha. Esses bebês são avaliados pelo odontopediatra, que também é o profissional que realiza a frenotomia, se necessário, no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). A equipe também realiza atendimento para orientação de ordenha e armazenamento de leite materno para volta ao trabalho ou escola.

Segundo a coordenadora do Catan, Verônica Guimarães, a Coordenadoria tem como grande parceiro o Ambulatório de Amamentação, para onde são encaminhadas as gestantes, puérperas para melhor acompanhamento e acolhimento. A Casa da Criança e do Adolescente fica na Rua Dr. Télio Barreto, 316, Centro. Telefone: (22) 2757-3363. Também é possível fazer contato pelo email: cca.semuda@gmail.com . 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: