fbpx

Agricultura segue apoio à compra coletiva a insumos em Magé

A Prefeitura de Magé, através da Secretaria Municipal de Agricultura Sustentável, segue apoiando os produtores rurais da cidade na compra coletiva de insumos, oferecendo não só a assessoria dos técnicos da Pasta como o caminhão da Secretaria Municipal de Infraestrutura para o transporte gratuito (frete) do produto do fornecedor até as propriedades em diversas localidades no Distrito agrícola do Rio do Ouro. A meta, de acordo com a Secretaria de Agricultura, é atender até 300 agricultores do município.

“Já realizamos duas compras coletivas recentes de calcário, e cada viagem traz 12 toneladas do produto, uma tonelada para cada produtor. Nesta sexta-feira (05-11), o caminhão volta para Italva, no Norte Fluminense, e chega no início da próxima semana para nova distribuição. Quando aliviar a procura na mineração por conta da época de plantio em todo o país, devemos fazer duas viagens por semana para atender mais agricultores”, explicou o secretário municipal de Agricultura, André Castilho.

A principal vantagem da compra coletiva de insumos é a economia de mais de 50% para os produtores rurais. O valor, em média em Magé e região, custa cerca de R$ 20 o saco com 50 quilos de calcário. Na compra coletiva, o valor saiu a R$ 9. O calcário é considerado fundamental no plantio de todos os produtos hortifrutigranjeiros e na formação de pasto. O insumo é importante até para a qualidade do capim que alimenta o boi, de acordo com a Secretaria de Agricultura.

Próximas etapas – Ainda de acordo com o secretário André Castilho, as próximas compras coletivas de insumos mais baratos devem ser de adubo cama de frango e de esteio para melhorar as cercas das propriedades.

Palmito – Este tipo de ação da Agricultura começou com a compra coletiva de mudas de palmito, quando a Pasta reuniu, com apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), um grupo de 28 produtores para viabilizar a aquisição de 18 mil mudas de palmito pupunha. Esta foi uma das medidas para transformar o município na “Cidade do Palmito”, como já anunciou o prefeito Renato Cozzolino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: