Agentes da prefeitura aplicam 804 autuações e acabam com festa clandestina na Zona Sul

Agentes fiscalizam cumprimento de medidas na praia

No balanço do primeiro fim de semana de vigor das novas medidas de restrição, proibindo banho de mar e permanência na areia, entre outras normas, agentes da prefeitura registraram, somente entre a manhã de sábado e começo deste domingo 804 autuações. Na madurgada de domingo, os fiscais interromperam uma festa clandestina que estava acontecendo na Zona Sul.

Segundo a Secretaria de Ordem Pública, o evento estava sendo realizado na Rua Mundo Novo, em Botafogo, num enderço resiidencial,com direito a show de pagode e contava com pelo menos 150 pessoas. A festa que tinha o nome de “Probleminha” foi anunciada pela internet, incluindo grupos de WhatsApp.

O evento oferecia inclusive um serviço de vans que fazia o transporte dos convidados da Praia de Botafogo até a casa onde a festa era realizada, numa tentativa de ocultar o endereço. A Seop informou que detectou a festa por meio de sua área de inteligência e enviou equipe para o local por volta de 1h da manhã.

Havia uma previsão de que o evento durasse até a manhã deste domingo. Como havia muitos carros estacionados irregularmente na frente do enredeço, agentes iniciaram uma operação de reboque, fazendo com que os convidados deixassem o local. Ninguém foi detido, mas várias pessoas foram autuadas pelo não uso de máscaras.

Fiscais fazem 25 interdições

A operação de fiscalização das novas regras, iniciada no sábado resultou ainda, no primeiro dia, num total de 25 estabelecimento fechados e 91 multas aplicadas a bares, restaurantes e ambulantes. Pelo menos 65 pessoas foram autuadas por não estarem usando máscaras de proteção, cuja multa passou a R$ 524. Segundo a Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop), numa primeira abordagem, os agentes recomentam a colocação da máscara, só autuando em caso de recusa.

De acordo com o balanço, as ações incluiram ainda aplicação de multas por infrações de trânsito, além de reboques, encerramento de feiras, combate a aglomerações e apreensões de mercadorias de ambulantes. O secretário de Ordem Pública, Breno Carnevale, avaliou o resultado como positivo:

— O balanço do dia é bem positivo. Fizemos ocupações prévias em pontos específicos da orla, o que ajudou a coibir a presença de pessoas nas areias das praias. Além disso, seguimos com as operações itinerantes espalhadas por todo o município. Agradeço a colaboração da grande maioria da população, mas reforço que seguimos firmes nas fiscalizações, principalmente para coibir a ação daqueles que insistem em descumprir as medidas de proteção à vida — destacou Carnevale.

Agentes da Guarda Municipal atuam desde a zero hora de sábado em diversos pontos da cidade, como Copacabana, Botafogo, Laranjeiras, Tijuca, praias da Bica e Engenhoca, na Ilha do Governador; Leblon, São Cristóvão, Freguesia, Barra de Guaratiba, Baixo Gávea, Joá, entre outros. Segundo a Seop, foram escolhidos locais que apresentavam altos índices de aglomeração e também com base nas denúncias de cidadãos na Central 1746 da Prefeitura do Rio.

Equipes do Grupamento Especial de Trânsito fiscalizam estacionamento irregular de veículos em toda a orla, que inclui as praias do Leme ao Pontal, além de Flamengo e Botafogo. A operação conta ainda com bloqueios nos dois acessos às praias de Grumari, Prainha e Barra de Guaratiba, com as cancelas da Avenida Estado da Guanabara e da Estrada do Grumari fechadas.

Em Copacabana, foram registradas duas ocorrências. No bairro, uma mulher e um homem foram detidos na tarde de sábado, por desacato e desobediência aos agentes durante ação de fiscalização sanitária e retirada de pessoas da faixa de areia. As ocorrências foram registradas na 12ª e 13ª DP, Copacabana e Ipanema, respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: