Afeganistão desiste de proibir meninas de cantar em público

Meninas afegãs do lado de fora da caverna onde vivem, no interior do país — Foto: Wail Kohsar / AFP

As autoridades de educação da cidade de Cabul, no Afeganistão, resolveram voltar atrás e revogaram, nesta segunda-feira (15), uma lei que proibia que meninas cantassem em público.

Houve uma campanha de protesto nas redes sociais contra a medida. Corais de estudantes são comuns nos eventos oficiais do Afeganistão.

Afeganistão concorda em libertar 400 prisioneiros do grupo extremista islâmico, Talibã

A proibição soou como uma ordem do Taliban baixada pelas autoridades educacionais do país, e fez a população se lembrar da época em que o grupo islâmico proibia a participação de mulheres em quase toda a vida social.

Na noite de domingo, o Ministério da Educação divulgou um comunicado, no qual afirmava que a proibição “não reflete as posições, ou políticas, do Ministério”.

O anúncio foi feito após uma reação em massa nas redes sociais com a hashtag #IAmMySong (#EuSouMinhaCanção).

Há o temor de uma possível volta dos talibãs ao poder, pois os Estados Unidos estudam a retirada de seus soldados do país nas próximas semanas. A medida é parte de um acordo firmado com os insurgentes no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: