fbpx

Afegã dá à luz a bordo de avião dos EUA de transporte de refugiados

Uma mãe afegã deu à luz uma menina logo após pousar na Base Aérea de Ramstein, na Alemanha, no sábado (21), a bordo de um voo de evacuação militar dos EUA, disse a Força Aérea norte-americana em sua mídia social.

Em um tópico do Twitter neste domingo (22), o Comando de Mobilidade Aérea dos Estados Unidos disse que a mulher entrou em trabalho de parto a bordo de uma aeronave de transporte C-17 durante a segunda etapa de sua viagem, fugindo da tomada do Talibã no Afeganistão. O voo partiu de uma base de teste no Oriente Médio para a grande base aérea dos Estados Unidos na Alemanha.

A Força Aérea dos Estados Unidos disse que a gestante começou a ter complicações enquanto a aeronave estava em sua altitude de voo, normalmente acima de 28 mil pés (8.534 metros), devido à menor pressão do ar no avião.

“O comandante da aeronave decidiu descer de altitude para aumentar a pressão do ar na aeronave, o que ajudou a estabilizar e salvar a vida da gestante”, segundo relato do oficial do Comando de Mobilidade Aérea dos Estados Unidos.

Assim que o avião pousou na base de Ramstein, o pessoal do 86º Grupo Médico da Força Aérea ajudou no parto do bebê no compartimento de carga do C-17, segundo o relato no Twitter. Mãe e bebê foram então transportados para um centro médico próximo, onde estão em boas condições.

A Base Aérea de Ramstein emergiu como um importante ponto de trânsito para refugiados do Afeganistão.

O general Hank Taylor disse a repórteres durante uma coletiva no Pentágono no sábado que os C-17 estavam transferindo refugiados de uma base aérea no Catar para a Alemanha para aliviar o acúmulo de pessoas na base do Catar, onde muitos voos vindos diretamente de Cabul estão chegando.

Na sexta-feira (20), os voos militares de evacuação dos EUA da capital afegã foram interrompidos por quase oito horas porque a área de espera na base militar dos EUA no Catar estava lotada, disseram as autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: