Abrigo noturno de Resende completou um ano de atividade nesta última quarta(01/07)

No dia primeiro de julho de 2019, a Prefeitura de Resende inaugurou o primeiro abrigo noturno do município na modalidade ‘Acolhimento Institucional’, que prevê bem mais que um local seguro para pernoitar. Um ano depois, muitas pessoas que estavam em situação de rua alcançaram o recomeço em suas jornadas, através do suporte prestado no abrigo, que ao longo desse período acomodou 166 diferentes histórias de vida.  

Os frutos do atendimento oferecido pelo Acolhimento Institucional começaram a ser colhidos logo nos primeiros meses de funcionamento. Aos poucos, os indivíduos se organizaram, usufruindo, por exemplo, da oportunidade de fazer um currículo com auxílio de profissionais e conseguiram ser reinseridos no mercado de trabalho, em empregos fixos ou temporários. 

Inicialmente, a Prefeitura disponibilizou 20 vagas nas acomodações, podendo ser fixas ou rotativas, individuais ou para família. Com as medidas de ampliação e aprimoramento da unidade, principalmente durante a pandemia da Covid-19, o atendimento passou a acontecer durante 24 horas por dia, inclusive nos finais de semana, chegando à possibilidade de atendimento de até 30 pessoas. Com a ampliação, a equipe de atendimento também foi reforçada.  

Ao utilizar o Acolhimento Institucional, a população em situação de rua passa a ter acompanhamento psicológico e de assistência social, jantar e café da manhã, estrutura para higiene pessoal, acesso a orientações sobre o mercado de trabalho, rodas de conversa e guarda de pertences. Além disso, o abrigo também comporta um canil para pessoas que não querem se separar dos seus companheiros caninos.  

– O objetivo da gestão municipal é que cada vez menos pessoas precisem do abrigo, que se reestruturem e possam reconquistar uma vida digna. Tivemos pessoas que trilharam esse caminho e esse é um verdadeiro legado que o abrigo está deixando, fazendo a diferença na vida de quem mais precisa ser amparado. Através do suporte prestado, eles podem participar de oficinas, podem fazer currículo, são orientados a se cadastrar no SINE, além dos recursos mais básicos, como alimentação e higiene pessoal. É um recomeço para aqueles que precisam de atenção – disse o prefeito Diogo Balieiro Diniz.  

A estrutura do abrigo conta, atualmente, com cinco quartos, ampla área externa, canil, sala para atividades técnicas, dois banheiros para usuários, dois televisores, microondas, fogão, computador, cafeteira elétrica, entre outros recursos que tornam o abrigo confortável. O ambiente, segundo os profissionais que trabalham no local, é familiar e os usuários são incentivados a desenvolver valores positivos, como solidariedade, cumplicidade e união.  

– Nos preocupamos muito com a redução dos danos causados pela situação de rua. O tempo integral no abrigo aliado ao suporte profissional e assistencial prestados são responsáveis por uma diminuição significativa no uso de drogas dos indivíduos e, consequentemente, atribuem mais dignidade e qualidade de vida. O clima é amistoso, um verdadeiro lar, onde as pessoas são orientadas a entender que estão recebendo apoio e o primeiro empurrão para mudar de vida – explicou a diretora da Proteção Social Especial, Alana de Paula Machado.   

Doações para o abrigo    

O Acolhimento Institucional continua recebendo doações de itens de recreação e vestuário. Entre os artigos estão: jogos, vídeo-games, filmes, bolas de futebol, instrumentos musicais e roupas. Os interessados podem fazer a doação todos os dias. O abrigo, onde acontece um resgate de valores, de convívio e perspectiva de uma nova vida, fica na Rua Pedro Braile Neto, no Centro, próximo da igreja Matriz de Resende. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: