fbpx

Abertura da IX Olimpíada Escolar lota o Ciep Cyrene Costa em Japeri

Dez escolas de Japeri deram início, neste sábado (22), em grande estilo, à IX edição da Olimpíada Escolar do município.

Com diversas apresentações, alunos, educadores e familiares lotaram as dependências do Ciep Cyrene Moraes Costa, no bairro Chacrinha, em Japeri, na cerimônia de Abertura do evento esportivo. No próximo sábado (29), será a vez das unidades de ensino de Engenheiro Pedreira darem show no Ciep Gilson Amado, a partir das 8h.

A primeira atração ficou por conta da Cia de Teatro Todos Nós, da Escola Municipal Bernardino de Melo, que retratou a evolução e a diversidade cultural em cada um dos cinco continentes, representados nos anéis olímpicos.

A partir daí, a manhã continuou repleta de criatividade, com a participação de todas as unidades escolares trazendo assuntos relacionados ao esporte e aos valores sociais das atividades esportivas.

O evento foi fundamental para que nascesse um novo projeto de dança, nas escolas Ary Schiavo e João XXIII. Na Cerimônia, o grupo trouxe uma coreografia relacionada à paz e, de acordo com o professor e coreógrafo Júnior Fernandes, suas expectativas foram superadas, já que nenhum dos alunos é formado.

“A ideia é que este projeto continue, pois foi muito bom o desenvolvimento de todos eles, mesmo sendo de escolas diferentes”, observou.

Uma de suas alunas, Letícia Pinheiro, de 16 anos, contou que os ensaios foram divertidos e bem construtivos. “Eu gostei muito de participar, fizemos de cada momento uma diversão. Fico feliz de ter passado uma mensagem boa para as pessoas hoje. Mas agora, que acabou, só estou pensando nos jogos. Espero que minha escola ganhe”, declarou.

Os jogos nas unidades, envolvendo mais de 15 modalidades esportivas, começam no dia 2 de outubro, com duração prevista para todo o mês.

Ao falar da Olimpíada, a secretária de Educação, Roberta Bailune, a definiu como um instrumento capaz de fazer a diferença na vida de alunos e seus familiares.

“Através das olimpíadas escolares, nós promovemos a educação e a cultura. É um equipamento importante de valorização social, de união e respeito ao próximo”, afirmou.

Além da interação social, a abertura do evento propiciou que muitos responsáveis e estudantes descobrissem projetos culturais gratuitos dentro das escolas de Japeri, como bandas e companhias de teatros.

A Banda Emanuel, por exemplo, criada em 2011, é composta por 35 componentes, entre alunos e ex alunos da Escola Municipal Célia Sobreira. Já a chamada “Fanfarra Guerreiros do Etiene” possui hoje 30 alunos que carregam o lema “Um sonho, uma vitória, um som e todos juntos pela nossa Escola Etiene”.

De acordo com os organizadores da Olimpíada, essas e outras bandas presentes no evento visam melhorar o convívio de crianças, adolescentes e jovens na sociedade, além de incentivar a expressão de seus sentimentos através da música.

A admiração de cada amostra era notória no Ciep. Mães, pais e responsáveis prestigiaram os alunos com muitas palmas e até choro. Solange Vieira, de 63 anos, afirmou comparecer todos os anos para ver sua neta. “É sempre, venho com toda a família para ver ela feliz. Está tudo muito lindo e emocionante”, parabenizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: