A pedido de vereadores, Prefeitura do Rio vai anunciar o ‘BRT Presente’

O prefeito Eduardo Paes disse que o secretário Breno Carnevalle, da Secretaria Municipal de Ordem Pública, vai anunciar “o mais breve possível” o BRT Presente. Segundo o prefeito do Rio, este foi um pedido dos vereadores da cidade. O serviço de segurança nas estações será feito, a princípio, com a contratação de horas de folga de guardas municipais e policiais militares.

“Será um investimento na busca de trazer mais conforto e segurança no BRT”, disse o prefeito do Rio durante coletiva de imprensa no Palácio da Cidade, em Botafogo, na manhã desta quarta-feira.

A interventora do BRT Cláudia Secin, o secretário municipal de Fazenda, Pedro Paulo, e a secretária municipal de Transportes, Maína Celidônio, se reúnem na quinta-feira com parlamentares na Câmara Municipal do Rio para apresentar um projeto de lei que autoriza a execução de R$ 133 milhões para melhorias no BRT.Ao projeto, o presidente da Câmara, Carlo Caiado, e os vereadores Felipe Michel, Luís Carlos Ramos Filho e Alexandre Isquierdo, que fazem parte da Comissão de Transportes, apresentarão uma emenda para a criação do programa BRT Presente. 

Segundo o texto, “serão designados pelo menos dois agentes de segurança por estação do BRT, que ficarão fixos a fim de coibir infrações e zelar pela segurança dos usuários”.A contratação do programa será por convênio específico a ser firmado pelo Executivo, como acontece no Segurança Presente.

“Não adianta recuperar as estações e não fiscalizar. Todos os dias a gente vê atos de vandalismo no BRT. Existem duas leis de minha autoria que punem quem depreda e dá calote que não são cumpridas, justamente por falta de fiscalização. Esse é o momento certo de implementar esse programa, que é um sucesso em toda a cidade”, disse Felipe Michel.

A reunião está marcada para esta quinta-feira, às 11h, na sala da presidência da Câmara de Vereadores. Após a discussão, poderá haver a votação do projeto de lei, em regime de urgência, que estava prevista para ontem, mas foi adiada.

O percentual de calotes diários no BRT é de 20 a 25% dos usuários transportados, que são cerca de 170 mil passageiros por dia.

Estações adaptadas

As estações de BRT também passarão por reformas para reduzir a incidência de furtos e depredações. As mudanças também devem ter impacto sobre os calotes, segundo o assessor técnico da interventora, Marcos Couto. Segundo ele, em março o BRT acumulou 1890 chamados de manutenção.

“Todos os meses continua a depredação”, ressalta. O BRT projetou um modelo físico que melhora o conforto climático e de ventilação e substitui os atuais painéis de vidro, por outros de alumínio. O modelo já foi testado na Estação Salvador Allende, que ,em dois meses, não apresentou registro de depredação, segundo Couto.

O travamento de mecanismo de porta e a quebra de vidro são as duas principais depredações verificadas pelo BRT. ” Gasta-se de 55 até 100 mil reais por mês com manutenção”< comentou o assistente da intervenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: