À espera da primeira filha, Diego Loureiro evolui fisicamente para voltar a ser titular no Botafogo

Diego Loureiro fez sua estreia na Série B no último sábado, quando o Botafogo empatou em 3 a 3 com o Cruzeiro pela 11ª rodada. Este foi apenas o segundo jogo do goleiro na temporada 2021, mas a tendência é que o jogador criado na base alvinegra assuma a meta nas próximas rodadas da competição. Um trato com o clube, a família e o esforço fora de campo ajudam a explicar a virada de chave.

O outro jogo de Diego havia sido há mais de quatro meses, no empate em 0 a 0 com o Boavista, pela estreia do Campeonato Carioca. Dois dias depois, o goleiro perdeu espaço para o então recém-contratado Douglas Borges. O reforço ganhou a titularidade com o técnico Marcelo Chamusca e fez bons jogos, mas passou a ser questionado na Série B.

Diego Loureiro fez sua estreia na Série B diante do Cruzeiro, no último sábado — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Virada de chave

O início da temporada apontava um caminho diferente para Diego Loureiro em 2021. O goleiro de 22 anos foi acionado na reta final da temporada 2020 e, de terceiro goleiro, passou a ser a principal opção com as lesões de Gatito Fernandez e Diego Cavalieri.

Apesar dos sete jogos na reta final do último Brasileirão, o goleiro não conseguiu manter a vaga nesta temporada, mas não desistiu de buscar o lugar no time. Diego Loureiro chegou a ser cogitado no Atlético-GO, porém a diretoria do Botafogo não teve interesse no empréstimo, já que estava negociando a ida de Andrew para o Gil Vicente, de Portugal.

A virada de chave teve plano de metas acordado com o Botafogo e empurrão da família. A fase coincide com o casamento com a esposa Gabrielly, em fevereiro deste ano. O casal está à espera da primeira filha, o que aumentou a responsabilidade e a motivação de Diego.

Nos últimos meses, o goleiro procurou ajuda fora do clube e passou a fazer trabalhos especiais três vezes na semana em conjunto com o preparador de goleiros Flavio Tenius. Em menos de dois meses, conseguiu evoluir a condição física, com perda de gordura e ganho de massa muscular. Ele emagreceu nove quilos no período.

– O Diego vem treinando bem. Estabelecemos algumas metas para ele em relação à parte física, fisiológica, de peso, e ele alcançou todas – disse o técnico Marcelo Chamusca antes de a bola rolar para Botafogo x Cruzeiro no último sábado.

Na volta ao Botafogo, Diego Loureiro sofreu três gols no 3 a 3 com o Cruzeiro, mas fez defesas importantes e ficou longe de ser o vilão do empate. O goleiro chegou a defender pênalti cobrado por Marcelo Moreno aos 21 minutos do segundo tempo, mas o atacante boliviano marcou no rebote (vídeo abaixo). O jovem segue em busca da sequência de jogos que ainda não teve com a camisa do Botafogo.

Diego Loureiro defende pênalti batido por Marcelo Moreno, mas atacante do Cruzeiro marca no rebote

Diego subiu ao profissional alvinegro em 2018, quando fez dois jogos como titular. O goleiro não entrou em campo nos dois anos seguintes e voltou a atuar em 2021, com sete partidas no Brasileirão. Em março passado, teve o contrato renovado até maio de 2024. Com a avaliação positiva após o jogo, a tendência é que Diego esteja em campo no próximo confronto contra o Brusque, fora de casa, às 19h (de Brasília) de sábado, pela 12ª rodada da Série B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: