Veja comparativo do streaming do Google com PS4 e Xbox One

Google Stadia é um serviço para rodar jogos via streaming na TV, celular, tablet e computador, que será lançado ainda este ano. Ele vem com a proposta de rodar qualquer game via Internet, sem atrasos e problemas, com o objetivo de ser mais uma opção em relação ao PS4,Xbox One e Switch, os consoles atuais, das três principais empresas – Sony, Microsoft e Nintendo. Veja um comparativo sobre as principais funcionalidades e entenda se vale a pena migrar para o novo serviço:

Streaming de jogos

Hoje, apenas o PS4 tem função de streaming de jogos em pleno funcionamento no ocidente, o PS Now – que não está disponível no Brasil. No Japão, o Switch recebeu títulos como Assassin’s Creed Odyssey e Resident Evil 7 para rodar via Internet, mas de maneira limitada. O Xbox One possui o serviço Project Xcloud, ainda em fase de testes, que levará seus games a celulares, mas não há nada concreto sobre seu lançamento. Se for disponibilizado antes, o Stadia será um concorrente de peso para todas estas iniciativas.

Compartilhar transmissões e fotos

Todos os consoles atuais possuem meios de compartilhar imagens e vídeos, apenas conteúdos pré-gravados, caso o jogador queira compartilhar em qualquer lugar. O PS4 pode fazer streaming de games via YouTube, Twitch e outras plataformas. O Xbox One tem compatibilidade com o Mixer, da própria Microsoft, e pode usar também o Twitch. Já o Switch não possui a opção de “live streams”, como são chamados. Até onde foi divulgado, o Stadia será compatível apenas com o YouTube, principalmente por ser uma plataforma do próprio Google.

Jogar games em outras plataformas

A ideia do Stadia é poder jogar de maneira livre em qualquer plataforma compatível – seja ela em um computador de mesa, notebook, tablet, celular ou via TV e aparelhos proprietários do Google. Mas não será possível usar outros videogames para isso. Entre os concorrentes, o único que tem função minimamente parecida é o Xbox One, que te deixa jogar seus games no PC de maneira nativa.

Compartilhar saves

O Stadia terá uma função inédita chamada de State Share, que te permitirá compartilhar saves com outras pessoas que acessarem seu jogo, de maneira autorizada. Nenhum outro console, disponível hoje no mercado, permite tal coisa. O mais próximo que isso ocorreu foi com o PS4 e PS Vita, quando os dois aparelhos permitiam compartilhar o progresso de um game, mas de maneira extremamente limitada e apenas em alguns pouquíssimos jogos. Com o Stadia, a ideia é não ter limites.

Compatibilidade de outros controles

O Stadia permitirá jogar com controles de Xbox One e PS4, onde for compatível para tal, como computadores, notebooks ou celulares que permitem a tecnologia de maneira nativa – Android, por exemplo. Xbox One, PS4 e Switch não permitem esta integração, apenas com adaptadores, que não são fabricados por suas respectivas empresas.

Crossplataforma

A famigerada função “crossplataforma”, ou seja, que permite jogar com pessoas de qualquer outro console ou computador em um game multiplayer, estará disponível no Stadia de maneira ilimitada. Hoje, apenas alguns jogos são crossplataforma nos consoles concorrentes, como Fortnite, Minecraft e Rocket League.

Teraflops

O Stadia será o “aparelho” mais poderoso para videogames, quando for lançado. Isto por que ele utiliza as centrais de dados do próprio Google para rodar os jogos via streaming. Ele será lançado com uma configuração equivalente a 10 Teraflops, contra 4 do PS4 Pro e 6 do Xbox One X. Apesar do nome curioso, os Teraflops se traduzem em maior capacidade de processar imagens e vídeos, rendendo novos gráficos. O Switch conta com apenas 1 Teraflop.

Easter eggs

Como última curiosidade, o Stadia é o primeiro serviço de games equivalente a um console que já nasce com um “easter egg”, ou seja, uma pequena surpresinha aos fãs. Seu controle oficial possui o famoso “Código Konami”, clássico código usado para ativar macetes em games antigos do estúdio Konami. Para quem não se lembra, o código é: ↑ ↑ ↓ ↓ ← → ← → B A


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: