USFs intensificam campanha de combate a tuberculose em magé

“Tuberculose tem cura e o tratamento pode ser encontrado na USF mais próxima da sua casa!” É o anúncio da Secretária Municipal de Saúde através da Superintendência de Vigilância em Saúde. Magé dispõe de 41 Unidades de Saúde da Família que disponibilizam o exame e fazem a distribuição da medicação para o tratamento.

Só em 2018, o município já realizou mais de 1.300 teste de escarro para diagnosticar a tuberculose. Mais de 100 pacientes estão em tratamento, com consultas médicas mensais no Centro de Especialidades de Magé e acompanhamento com assistente social, além dos enfermeiros das USFs. Após o diagnóstico o paciente em tratamento recebe toda a medicação em casa, onde é assistido por agentes de saúde. O tempo do tratamento é de no mínimo seis meses, sem interrupção.

“As USFs são a porta de entrada, se a pessoa está com tosse há mais de três semanas, deve ir a unidade onde o exame será colhido no mesmo dia e levado ao laboratório para análise. O resultado sai em 48 horas, e em caso positivo, o paciente é encaminhado para o Centro de Especialidades e terá acompanhamento até o fim do tratamento. A tuberculose tem cura e precisamos estar atentos a ela”, disse Daniel Martins, superintendente de Vigilância em Saúde.

Segundo o Ministério da Saúde, em nível global, cerca de 10 milhões de pessoas adoecem por tuberculose, levando mais de um milhão de pessoas a óbito, a cada ano. A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas.

O principal sintoma da tuberculose é a tosse na forma seca ou produtiva. Por isso, a recomendação é que todo sintomático respiratório (pessoa com tosse por três semanas ou mais) seja investigado. Há outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como febre persistente no período da tarde, suor noturno, emagrecimento e cansaço/fadiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *