Uma das principais armas, bola parada deu origem a 38,4% dos gols do Fluminense no Brasileiro

bola parada era uma das principais armas do Fluminense sob o comando do ex-técnico Odair Hellmann no Campeonato Brasileiro. E após a saída do treinador, ela voltou a ser decisiva. Desta vez, na vitória sobre o Flamengo na rodada passada, no gol de cabeça de Luccas Claro após cobrança de falta de Danilo Barcelos, quando o time foi comandado por Ailton em razão da ausência de Marcão por Covid-19.

Dos 39 gols marcados pelo Tricolor na competição, 15 tiveram origem em jogadas de bola parada, o que corresponde a 38,46% do total.
Após cobrança de falta, Luccas Claro ganha de Filipe Luís e marca para o Fluminense — Foto: Mailson Santana / FFC

Em números absolutos, o Flu é o quarto time que mais balançou as redes desta forma no Brasileirão, atrás apenas de São Paulo (18), Inter (16) e Santos (16).

Top 5 – Gols em lances de bola parada

Time Gols
São Paulo 18
Internacional 16
Santos 16
Fluminense 15
Grêmio 14

Já se levarmos em consideração a porcentagem de gols deste tipo, o Tricolor aparece na quinta posição do ranking, liderado por Goiás (44,83%), seguido de Fortaleza e Sport (41,67%) e Santos (41,03%).

Top 5 – % de gols em lances de bola parada

Time Gols de bola parada Gols no Brasileirão Porcentagem
Goiás 13 29 44,83 %
Fortaleza 10 24 41,67 %
Sport 10 24 41,67 %
Santos 16 39 41,03 %
Fluminense 15 39 38,46 %

ge fez um levantamento de todos os gols do Fluminense oriundos de bolas paradas no Brasileirão 2020:

Origem dos gols:

A origem dos gols tem sido bem distribuída. Foram seis após cobranças de escanteio, sendo um deles olímpico, cinco de pênaltis e quatro em cobranças de falta levantadas na área.

  • 5 de pênalti ⚽⚽⚽⚽⚽
  • 5 a partir de escanteio ⚽⚽⚽⚽⚽ (3 de Marcos Paulo, 1 de Digão, 1 contra)
  • 4 a partir de falta levantada na área ⚽⚽⚽⚽ (2 de Nino, 1 de Digão e 1 de Luccas Claro)
  • 1 olímpico ⚽ (Lucca)

Por autores dos gols em lances de origem em bolas paradas:

Cobrador oficial do time, Nenê lidera, tendo convertido quatro dos cinco pênaltis que cobrou. Quem também se destaca na estatística é Marcos Paulo, que marcou três vezes após cobranças de escanteio. Os zagueiros também têm participação importante. Bons no jogo aéreo, já balançaram as redes cinco vezes em bolas levantadas na área.

  • Nenê – 4 gols ⚽⚽⚽⚽
  • Marcos Paulo – 3 gols ⚽⚽⚽
  • Digão – 2 gols ⚽⚽
  • Nino – 2 gols ⚽⚽
  • Ganso – 1 gol ⚽
  • Luccas Claro – 1 gol ⚽
  • Lucca – 1 gol ⚽
  • Kevin (conta) – 1 gol ⚽
Nenê em cobrança de pênalti em Fluminense x Bahia — Foto: Lucas Merçon / FFC

Por autores das cobranças de faltas e escanteios que deram origem a gols:

Nesse quesito o destaque vai para Danilo Barcelos. Quatro gols surgiram após bolas levantadas na área pelo lateral-esquerdo (não necessariamente assistências), seja em cobranças de falta ou em escanteio. Nenê e Egídio também deram suas contribuições.

  • Danilo Barcelos – 3 faltas levantadas na área e 1 cobrança de escanteio escanteio
  • Nenê – 2 cobranças de escanteio e 1 falta levantada na área
  • Egídio – 2 cobranças de escanteio
Danilo Barcelos, Fluminense — Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC
Em cobranças de pênalti

3ª rodada – Fluminense 2 x 1 Inter (Nenê 2x)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito