Temer telefona para Bolsonaro e diz que Brasil precisa de governo de ‘paz’ e ‘harmonia’

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento na noite deste domingo (28) no qual informou ter telefonado para o presidente eleitoJair Bolsonaro (PSL).

No pronunciamento, Temer afirmou ter dito a Bolsonaro que o Brasil precisa de um governo de “paz” e “harmonia”.

“Acabei de cumprimentar o presidente eleito, Jair Bolsonaro. Pude perceber o seu entusiasmo não só quando conversou comigo, como, agora, quando fez declarações que buscam exatamente a unidade do país, buscam a pacificação do país, buscam a harmonia do país”, declarou Temer neste domingo.

Ainda no pronunciamento, o presidente disse que “gostou” do resultado porque foi a “manifestação da soberania popular”.

Segundo Temer, ficou acertado que a transição de governo começará nesta semana.

A posse de Bolsonaro como 38º presidente da República será em 1º de janeiro de 2019, em Brasília. O mandato vai até 31 de dezembro de 2022.

Conforme a legislação, o presidente eleito tem direito a uma equipe de transição com até 50 pessoas com cargos comissionados.

De acordo com Temer, no telefonema, os dois não conversaram sobre a reforma da Previdência. Mas o presidente disse que, quando conversar novamente com Bolsonaro, oferecerá ao presidente eleito a ideia de dar andamento à proposta em tramitação na Câmara.

Eleição de Bolsonaro

Disputando a presidência pela primeira vez, Bolsonaro derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno.

De acordo com a apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 99,9% das urnas apuradas, Bolsonaro havia recebido 57,7 milhões de votos (55,14%).

Logo após a confirmação do resultado, pelo TSE, Bolsonaro fez um pronunciamento na casa dele, no Rio de Janeiro, no qual disse que fará um governo “defensor da Constituição, da democracia e da liberdade

Bolsonaro é capitão da reserva e deputado federal desde 1991. Atualmente filiado ao PSL, o presidente eleito tem 63 anos e conseguiu apoio com discurso conservador e de que não é político tradicional.

Fernando Haddad

Após o TSE confirmar a eleição de Bolsonaro, Fernando Haddad fez um pronunciamento em São Paulo no qual disse ter a tarefa de defender a democracia, os pensamentos e a liberdade dos 45 milhões de eleitores que votaram nele. E acrescentou: “Não tenham medo.”

Ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Haddad passou a ser o candidato do PT à Presidência após o TSE barrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No discurso na noite deste domingo, Fernando Haddad ressaltou que uma parte “expressiva” do povo brasileiro precisa ser respeitada neste momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: