Tablets modernizam Programa de Saúde da família em Magé

Os Agentes Comunitários de Saúde, mais conhecidos como ACS, vão contar com um reforço da tecnologia para trabalhar em Magé. A Prefeitura realizou nesta quarta-feira (10) a entrega dos tablets, que começam a partir da próxima semana o atendimento conectado, informatizando a coleta de dados durante as visitas aos cidadãos pelo Programa de Saúde da Família.

O projeto está em fase piloto na Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro da Barbuda, com uma equipe de 12 ACS. A unidade foi a escolhida pela proximidade para suporte da Secretaria de Saúde.  O intuito é dinamizar o lançamento e cadastro de dados na casa dos indivíduos que são vinculados a unidade, de acordo com a secretária Carine Tavares:

— Esse projeto inovador em Magé vem com a finalidade de termos um maior controle sobre as visitas domiciliares realizadas, já que o tablet tem GPS e teremos o total controle do trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. Vamos conseguir captar os dados e lançar direto para o Ministério da Saúde que é a principal função. A transmissão de informações será direta, economizando tempo e consequentemente vamos conseguir trabalhar mais em prol da população, explicou.

Magé é o segundo município da Região Metropolitana I (Belford Roxo, Duque de Caxias, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, Rio de Janeiro, São João de Meriti e Seropédica) a lançar essa tecnologia e promete ser um avanço na Atenção Básica da cidade. A fase de testes tem duração prevista de 15 dias, para em seguida, a implantação acontecer em todas as 41 USFs no período de três meses.

A agente comunitária Rosemar da Silva comemorou a conquista que vai facilitar o trabalho dela. “O tablet vai ajudar muito no nosso trabalho. Nada de papel e caneta, agora vamos usar a tecnologia a favor de nós mageenses, porque vai facilitar nosso trabalho e melhorar a vida das pessoas. Quando a gente cadastrar ou lançar uma informação, isso já estará disponível para a Secretaria de Saúde. Nós fazemos uma média de 10 casas por dia e com o tablet poderemos duplicar esse número”, disse a agente da USF Barbuda.

“Nossa rede de saúde está evoluindo a cada dia e esses tablets terão todas as informações do mageense. Quando o ACS visitar o morador, ele vai encontrar um sistema mais rápido, vamos agilizar o trabalho, porque não terá mais necessidade de ficar procurando os prontuários. Todos os dados do paciente estarão no sistema E-SUS. Nosso próximo passo é entregar aos 484 agentes nesses três meses. Vamos continuar investindo na Saúde do município e trazendo melhorias para nossa população”, garantiu o prefeito Rafael Tubarão.

O Sistema e-SUS

O sistema e-SUS Atenção Básica é uma estratégia para reestruturar as informações da saúde na Atenção Básica em nível nacional. A qualificação da gestão da informação é fundamental para ampliar a qualidade no atendimento à população. Ele foi desenvolvido para atender às necessidades e cuidado ao cidadão acompanhado pelo Programa de Saúde da Família.

 “O sistema por meio dos dispositivos móveis vai melhorar o processo de trabalho por meio planejamento, monitoramento e avaliação. Vamos monitorar todos os serviços oferecidos na unidade, possibilitando mais transparência, porque teremos todas informações, de como está sendo feito o atendimento, por exemplo, no atendimento de pré-natal poderemos saber quantas gestantes são atendidas, quanto tempo está demorando para fazer o um exame e descobrir a problemática de cada unidade. Então não é simplesmente usar um tablet é otimizar o trabalho e melhorar os serviços aos cidadãos mageenses”, ressaltou Júlio Bezerra, coordenador do e-SUS em Magé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: