Setembro Amarelo: Guapimirim valoriza a vida

A Secretaria de Saúde e a Secretaria de Assistência Social e Diretios Humanos de Guapimirim promoveram, no último dia 10, uma caminhada para dar início à campanha do Setembro Amarelo, mês que marca a prevenção ao suicídio. O encontro serviu para conscientizar a população da importância do reconhecimento de sinais de risco e falar sobre a valorização da vida.

A campanha Setembro Amarelo surgiu, em 2015, quando o Centro de Valorização da Vida (CVV), o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), realizaram as primeiras atividades, concentradas em Brasília. Logo após, várias cidades aderiram à ideia e o projeto ganhou uma proporção nacional.

O suicídio é considerado um problema de saúde pública e sua ocorrência cem crescendo, no Brasil. De acordo com números oficiais, cerca de 30 brasileiros se matam por dia. Em 2011, foram 10.490 mortes. Já, em 2015, o número chegou a 11.736, segundo dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).

O problema atinge, na maior parte, os homens. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de ocorrência, neste tipo de morte, entre o sexo masculino, é de 8,7 por 100 mil habitantes. Já entre mulheres é de 2,4.

Por conta disso, durante este mês, a Prefeitura de Guapimirim também aderiu à campanha do Setembro Amarelo e está promovendo várias ações para discutir, informar e facilitar o acesso aos serviços de saúde mental que ajudam no reconhecimento dos sinais de risco e realizam tratamentos para a valorização da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *