Senadores 2019

Flávio Bolsonaro
RIO DE JANEIRO - RJ

Flávio Nantes Bolsonaro é um empresário, advogado e político brasileiro, atualmente sem partido. É filho do atual presidente do Brasil Jair Bolsonaro. Deputado estadual pelo estado do Rio de Janeiro desde 2003, foi eleito para seu quarto mandato nas eleições de 2014, com 160 359 votos. No segundo mandato, foi presidente da Comissão Especial de Planejamento Familiar. Em 2018, foi eleito senador pelo Rio de Janeiro.

Arolde de Oliveira
RIO DE JANEIRO - RJ

Arolde de Oliveira é um político, militar, engenheiro e economista brasileiro. É proprietário do Grupo MK de Comunicação.  Em 1983 assumiu interinamente o cargo de deputado federal, saindo do cargo em 1984 e voltando em 1986. No mesmo ano venceu sua primeira eleição para deputado federal, sendo reeleito nos pleitos seguintes. Foi eleito deputado federal em 2014, para a 55ª legislatura (2015-2019), pelo PSD. Nas eleições de 2018, Arolde de Oliveira foi candidato a senador pelo estado do Rio de Janeiro pelo Partido Social Democrático (PSD). No pleito, Arolde obteve 2.382.265 votos, sendo eleito para o Senado Federal do Brasil. Em 1º de fevereiro de 2019, Arolde tomou posse do novo cargo.

Romário
RIO DE JANEIRO -RJ

Romário de Souza Faria, mais conhecido apenas como Romário é um ex-futebolista e, atualmente, político brasileiro. Atualmente é Senador da República pelo Rio de Janeiro, filiado ao Podemos (PODE). Foi candidato a governador do Rio de Janeiro nas eleições de 2018. Com filiação ao PSB, em 2010 foi eleito deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro (mandato de 2011 a 2014) e em 2014 foi eleito senador pelo mesmo estado (mandato de 2015 a 2022). 

Antonio Anastasia
MINAS GERAIS - MG

Antonio Augusto Junho Anastasia é um político, professor e advogado brasileiro, filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Exerceu os cargos públicos de secretário-adjunto de Planejamento e Coordenação Geral, secretário estadual de Cultura, secretário estadual de Recursos Humanos e Administração, e de presidente da Fundação João Pinheiro, todos na administração pública do estado de Minas Gerais durante o governo Hélio Garcia. Foi eleito Senador em outubro de 2014. Seu primeiro projeto aprovado foi o que alterava o Código Civil para dispor que os animais não devem ser considerados coisas.

Carlos Viana
MINAS GERAIS -MG

Carlos Alberto Dias Viana é um jornalista e político brasileiro, filiado ao PSD e atualmente senador por Minas Gerais. Tem 56 anos, sendo 23 deles dedicados ao jornalismo em televisão, rádio, jornais e revistas. Filiado ao Partido Humanista da Solidariedade-PHS em abril de 2018 anunciou que seria candidato a uma das duas vagas de senador nas Eleições estaduais em Minas Gerais em 2018. Elegeu-se junto com Rodrigo Pacheco. Em dezembro de 2018, anunciou ingresso no Partido Social Democrático (PSD).

Rodrigo Pacheco
MINAS GERAIS -MG

Rodrigo Otavio Soares Pacheco é um advogado e político brasileiro. Filiado ao Democratas, é senador por Minas Gerais e foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados do Brasil. Foi eleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019), pelo PMDB, com 92.743 votos. Em 23 de março de 2017, foi eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados do Brasil. Em 2018, deixando o atual MDB, filiou-se ao Democratas, como pré-candidato ao governo de Minas. Contudo, no meio do caminho, sua candidatura foi abortada. Assim, Pacheco se candidatou ao cargo de Senador da República por Minas Gerais, sendo eleito na primeira colocação.

José Serra
São Paulo - SP

José Serra Chirico, mais conhecido como José Serra, é um político brasileiro. Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), é Senador pelo Estado de São Paulo. Foi ministro das Relações Exteriores do Brasil, compondo o governo Michel Temer, até pedir demissão no dia 22 de fevereiro de 2017 por problemas de saúde. Na eleição municipal paulista de 2004, foi eleito prefeito, após a terceira tentativa, quando derrotou a prefeita Marta Suplicy. Renunciou ao cargo em março de 2006 para concorrer ao governo de São Paulo, tendo sido eleito no primeiro turno. Renunciou, em abril de 2010, ao cargo de governador para ser candidato, pela segunda vez, à presidência da República. Nas eleições de 2014, foi eleito senador ao vencer Eduardo Suplicy.

Major Olimpio
São Paulo - SP

Sérgio Olímpio Gomes, mais conhecido como Major Olímpio, é um policial militar e político brasileiro, filiado ao Partido Social Liberal (PSL). Foi deputado estadual por São Paulo, sendo que em seu segundo mandato foi líder da bancada do PDT na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP). Nas eleições estaduais em 2014, foi eleito deputado federal por São Paulo. Em 2018, elegeu-se senador por São Paulo. Em 2006 se filiou ao Partido Verde, se candidatou a deputado estadual e foi eleito com 52.386 votos. Olímpio foi candidato a prefeito de São Paulo nas eleições de 2016 pelo Solidariedade e obteve 116.870 votos. Em março de 2018, Olímpio filiou-se ao PSL e, por esse partido, nas eleições de 2018, foi eleito senador por São Paulo, obtendo a maior votação naquele estado.

Mara Gabrilli
São Paulo - SP

Mara Cristina Gabrilli, é uma psicóloga, publicitária e política brasileira, filiada ao PSDB. Atualmente, é senadora da república pelo estado de São Paulo.  Candidatou-se em 2004 ao cargo de vereadora pela Câmara Municipal de São Paulo, recebeu 11.917 votos e não foi eleita, ficando como suplente. Mara desenvolveu dezenas de projetos na cidade de São Paulo em infra-estrutura urbana, educação, saúde, transporte, cultura, lazer, emprego, entre outros. Em 2014, foi eleita deputada federal por São Paulo, com 155.143 votos. Em 2018, Mara foi eleita para um mandato de quatro anos em um órgão da ONU do qual nunca houve um representante brasileiro. Em 2018, candidatou-se ao Senado Federal do Brasil, na coligação AceleraSP, sendo eleita com mais de 6 milhões de votos.

Fabiano Contarato
Espírito Santo

Fabiano Contarato é um professor de Direito, delegado da polícia civil e político brasileiro. Filiado ao Rede Sustentabilidade (REDE), é Senador da República pelo Espírito Santo desde fevereiro de 2019. Foi delegado de Delitos de Trânsito por mais de dez anos e assumiu a direção geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-ES). Em 2016 foi nomeado Corregedor-Geral do Estado na Secretaria de Estado de Controle e Transparência (SECONT/ES). É também palestrante e ativista humanitário. Foi o candidato ao Senado mais votado de seu estado nas eleições de 2018, com 1.117.036 votos, sendo a primeira vez em que disputou um cargo eletivo. Tornou-se, assim, o primeiro homossexual assumido a ser eleito para o Senado brasileiro.

Luiz Pastore
Espírito Santo

Luiz Osvaldo Pastore é um empresário e político brasileiro, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro. Atualmente, como primeiro-suplente, exerce mandato de Senador da República pelo Espírito Santo, após a senadora Rose de Freitas pedir licença do cargo. Empresário no setor de importação e industrial em Vila Velha, foi primeiro-suplente do senador Gerson Camata entre os anos de 1994 e 2003, assumindo como titular no final do mandato. Nas eleições de 2014, foi novamente eleito primeiro-suplente, naquela ocasião de Rose de Freitas. Assumiu o mandato em novembro de 2019.

Marcos do Val
Espírito Santo

Marcos Ribeiro do Val é um instrutor, consultor, palestrante e político brasileiro filiado ao Podemos. Tem atuação principalmente na área de segurança pública. Nas eleições gerais de 2018, Marcos do Val, filiado ao PPS, foi eleito senador pelo estado do Espírito Santo, com 863.359 votos, 24,08% dos votos válidos. Posteriormente o seu partido mudou a denominação para Cidadania. Em agosto de 2019, se desligou do Cidadania e se filiou ao Podemos.

Alvaro Dias
PARANÁ - PR

Alvaro Fernandes Dias, é um historiador, professor e político brasileiro. Filiado ao Podemos (PODE), exerce atualmente o cargo de Senador da República Federativa do Brasil, representando o Estado do Paraná. Foi reeleito ao cargo de senador em 2006, com 2 572 481 votos, 50,5 por cento do votos válidos, tendo como primeiro suplente Wilson Matos.

Flávio Arns
PARANÁ - PR

Flávio José Arns é um professor e político brasileiro. Atualmente, exerce o mandato de Senador da República pela REDE. Iniciou a carreira política em 1990, quando se candidatou a deputado federal pelo PSDB, logrando êxito, e sendo reeleito por três vezes seguidas. Em 2001, deixou o PSDB e filiou-se ao PT. Em 2002, foi eleito senador. Em 2006, concorreu ao governo do Paraná, obtendo o terceiro lugar com 9,3% dos votos. Nas eleições de outubro de 2018, foi, novamente, eleito para uma das duas vagas em disputa de Senador pelo Paraná. No Senado, foi eleito vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

Oriovisto Guimarães
PARANÁ - PR

Oriovisto Guimarães é um economista, empresário e político brasileiro filiado ao Podemos (PODE). Atualmente, exerce o mandato de Senador da República. Foi filiado ao PSDB por mais de dez anos, nunca havia disputado uma eleição até o ano de 2018 ou ocupado cargo público anteriormente. Durante as eleições de 2018, realizadas em 7 de outubro, foi o candidato mais votado para o Senado Federal pelo Paraná, sendo eleito senador, juntamente com o colega professor Flávio Arns . Foi o senador eleito mais rico do Brasil em 2018, com a maior declaração de patrimônio ao Tribunal Superior Eleitoral.

Dário Berger
SANTA CATARINA - SC

Dário Elias Berger é um político brasileiro, filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Ex-prefeito de Florianópolis, atualmente é Senador da República pelo estado de Santa Catarina. Ingressou na vida pública em 1989 exercendo os cargos de diretor de pessoal e de presidente da Comissão Municipal de Esportes. Na prefeitura de São José, ocupou ainda a direção geral da Secretaria de Administração, em 1991. Em 1992 foi eleito vereador por São José com 994 votos – 1,53% (Partido – PL). Já em 1996 foi eleito Prefeito por São José com 32.972 votos – 46,7% (Partido – PFL). Em 2000 foi reeleito prefeito por São José com 73.836 votos – 84,72% (Partido – PFL). Em 2004 eleito prefeito por Florianópolis com 118 mil 644 votos – 58,47% (Partido - PSDB). Em 2008 foi reeleito prefeito de Florianópolis/SC com 129 mil 969 votos – 57,68% (Partido - PMDB). Em 2014 foi eleito Senador da República por Santa Catarina com 1 milhão 308 mil e 521 votos - 42,82% (Partido - PMDB).

Esperidião Amin
SANTA CATARINA - SC

Esperidião Amin Helou Filho é um administrador empresarial e político brasileiro, filiado ao Progressistas (PP). A vida pública do senador iniciou em 1969, quando foi nomeado diretor de administração da Secretaria de Educação e Cultura do estado de Santa Catarina durante o governo de Ivo Silveira (1966-1971). Em 1982, Esperidião Amin candidatou-se ao governo do estado de Santa Catarina e venceu o pleito. Em 1988, Amin foi novamente eleito prefeito de Florianópolis pelo PDS, obtendo 65% dos votos válidos. Em 1990, Esperidião Amin foi eleito para ocupar uma vaga no Senado. No dia 3 de outubro de 2010, Esperidião foi eleito deputado federal pelo PP. Em 2018, Esperidião Amin foi eleito senador pela segunda vez pelo estado de Santa Catarina e, um dia após assumir o cargo, foi o segundo mais votado para a Presidência do Senado, obtendo 13 votos contra o candidato eleito, Davi Alcolumbre, que obteve 42 votos.

Jorginho Mello
SANTA CATARINA - SC

Jorginho dos Santos Mello é um político brasileiro, atual Senador da República por Santa Catarina, filiado ao Partido Liberal. Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 13ª legislatura (1995 — 1999), na 14ª legislatura (1999 — 2003), na 15ª legislatura (2003 — 2007) e na 16ª legislatura (2007 — 2011). Foi deputado federal na 54ª legislatura (2011 — 2015). Nas eleições de 2014, em 5 de outubro, foi reeleito deputado federal por Santa Catarina para a 55ª legislatura (2015 — 2019). Nas Eleições de 2018, foi eleito ao Senado Federal por Santa Catarina. o que corresponde a 18,07% dos votos válidos, e vencendo nomes como o então senador Paulo Bauer e o ex-governador de Santa Catarina Raimundo Colombo. Em 2019 o presidente Jair Bolsonaro sancionou lei de autoria do Senador Jorginho Mello, em cerimônia no Palácio do Planalto, que cria a Empresa Simples de Crédito (ESC). A tramitação do projeto no Congresso Nacional foi concluída no último dia 19 de março, após aprovação pelo Senado Federal.

Lasier Martins
RIO GRANDE DO SUL - RS

Lasier Costa Martins é um político, advogado e jornalista brasileiro. Filiado ao Podemos, é Senador da República pelo Rio Grande do Sul. Entre 2013 e 2016 esteve no PDT e entre 2017 e 2019 foi filiado ao PSD. Em 5 de outubro de 2014, Lasier foi eleito senador pelo Rio Grande do Sul com 2.145.479 votos (37,4% dos votos válidos), derrotando dois nomes tradicionais da política gaúcha, os ex-governadores Olívio Dutra (que recebeu 35,31%) e o senador Pedro Simon (do PMDB, que ficou com 16,08%). Em 1º de fevereiro de 2015, tomou posse como senador.

Luis Carlos Heinze
RIO GRANDE DO SUL - RS

Luis Carlos Heinze é um engenheiro agrônomo e político brasileiro, ex-prefeito de São Borja, e atualmente senador do Rio Grande do Sul, filiado ao Progressistas (PP). Em 1998 foi eleito para o primeiro mandato. Em 2002, foi reeleito com 132.395 votos. Quatro anos depois foi reconduzido ao cargo - o deputado mais votado do seu partido, o segundo do Rio Grande do Sul. Em 2010 Heinze foi reeleito para o quarto mandato com 180.403 votos - o terceiro deputado mais votado do Rio Grande do Sul e, novamente, o primeiro do seu partido. Nas últimas eleições, concorrendo ao quinto mandato consecutivo, Luis Carlos Heinze foi o deputado federal mais votado do Rio Grande do Sul com 162.462 votos. Foi reeleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019). Em 2018, foi eleito senador pelo Rio Grande do Sul, obtendo 2.316.177 votos.

Paulo Paim
RIO GRANDE DO SUL - RS

Paulo Renato Paim é um sindicalista e político brasileiro filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Em 1985 filiou-se ao PT e no ano seguinte foi eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul, sendo deputado constituinte. Foi vice-líder do partido entre 1989 e 1991. Foi reeleito deputado sucessivamente em 1990, 1994 e 1998. Entre 1993 e 1994 presidiu a Comissão de Trabalho, Administração Serviço Público da Câmara dos Deputados. Nas eleições de 2002 disputou o cargo de senador, sendo eleito após uma disputa bastante acirrada. Nas eleições no Rio Grande do Sul em 2010 disputou a reeleição ao Senado, sendo o mais votado.  Atualmente exerce o cargo de Senador da República no Senado Federal do Brasil.

Nelsinho Trad
MATO GROSSO DO SUL - MS

Nelson Trad Filho também conhecido como Nelsinho Trad é um médico e político brasileiro, foi prefeito de Campo Grande, filiado ao PSD. Começou sua carreira política como diretor-adjunto do Previsul. Foi eleito vereador por Campo Grande em 1992 e reeleito sucessivamente em 1996 e em 2000. No biênio 2001/2002 presidiu a Câmara Municipal. Em 2002, elegeu-se Deputado estadual mais votado, com 36.283 votos. Em 2003, se transferiu do PTB para o PMDB, onde se candidatou à prefeito da capital em 2004, vencendo a disputa em primeiro turno com 213 mil votos. Em 2008 foi reeleito Prefeito com 71,41% dos votos válidos, tendo como vice-prefeito Edil Albuquerque.

Simone Tebet
MATO GROSSO DO SUL - MS

Simone Nassar Tebet é uma advogada, professora e política brasileira, atualmente Senadora da República pelo estado do Mato Grosso do Sul, eleita pelo MDB, seu primeiro e único partido. Foi eleita prefeita de Três Lagoas nas eleições de 2004, sendo reeleita em 2008. No ano de 2010, renunciou à prefeitura para entrar na chapa de André Puccinelli ao governo do Mato Grosso do Sul. Nas eleições de 2010, foi eleita vice-governadora do estado. Nas eleições de 2014, foi eleita senadora pelo Mato Grosso do Sul. Nas eleições de 2018, após a prisão do então candidato ao governo do estado, André Puccinelli, Simone foi indicada candidata a governadora. Porém, desistiu da disputa por questões familiares.

Soraya Thronicke
MATO GROSSO DO SUL - MS

Soraya Vieira Thronicke é uma advogada e política brasileira, filiada ao Partido Social Liberal (PSL). Soraya elegeu-se no pleito de 2018 para o cargo de senadora pelo estado do Mato Grosso do Sul.  elegeu-se como senadora pelo Mato Grosso do Sul nas eleições de 2018, alcançando 16,19% dos votos válidos. em fevereiro de 2019, Soraya foi eleita presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) até 2021. Em entrevista para o jornal O Globo, em relação a pauta sobre mulheres, a senadora colocou que sua política terá "viés feminino e não feminista". 

Jorge Kajuru
GOIÁS - GO

Jorge Reis da Costa Nasser, mais conhecido como Jorge Kajuru, é um jornalista esportivo, radialista, apresentador de televisão, empresário, e político brasileiro, atualmente filiado ao Cidadania, sendo hoje senador pelo estado de Goiás. Entre 2017 e 2019, foi vereador de Goiânia, sendo o mais votado da cidade no pleito de 2016. Ao final de junho de 2014, Kajuru anunciou sua candidatura para o cargo de Deputado Federal pelo estado de Goiás. Nas eleições, Kajuru obteve mais de 106 mil votos, sendo um dos 10 candidatos a deputado mais votados do estado , mas ele não foi eleito. Nas eleições de 2 de outubro de 2016, Jorge Kajuru foi eleito com 37.796 votos, sendo o vereador mais votado da cidade. 

Luiz do Carmo
GOIÁS - GO

Luiz Carlos do Carmo é um político brasileiro. Ele é atualmente senador por Goiás desde 1 de janeiro de 2019. Em 2007 e 2010 foi eleito deputado estadual. Em 2014 foi eleito suplente do senador Ronaldo Caiado (DEM), este foi eleito governador em 2018 e permite que o suplente Luiz Carlos do Carmo assume o mandato Senado Federal no início de 2019.

Vanderlan Cardoso
GOIÁS - GO

Vanderlan Vieira Cardoso é um empresário e político brasileiro, filiado ao Partido Progressista (PP). Nas eleições de 2018, foi eleito senador por Goiás. Em 2004, Vanderlan se candidatou à prefeitura de Senador Canedo e foi eleito com mais 57 por cento dos votos válidos. Foi reeleito em 2008 com 80 por cento dos votos. Em 2010, pelo Partido da República (PR) e em 2014, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), respectivamente, disputou o Governo de Goiás e ficou em terceiro lugar. Em 2016, se candidatou à prefeitura de Goiânia, mas foi derrotado por Iris Rezende (PMDB) no segundo turno. Em 2018, foi eleito senador por Goiás com 1.729.637 votos, o equivalente a 31,42% dos votos válidos.

Jayme Campos
MATO GROSSO - MT

Jayme Veríssimo de Campos é um político brasileiro. iniciou na política pela Arena ajudando o irmão Júlio Campos em suas campanhas eleitorais. Em 1982 elege-se pela primeira vez prefeito de sua cidade natal, Várzea Grande, pelo então PDS. Em 1990, já pelo PFL, elege-se governador de Mato Grosso. Em 1996 é eleito novamente a prefeitura de Várzea Grande, reelegendo-se em 2000. Foi senador da República, eleito em 2006 com 61% dos votos válidos. Entre 2011/2012 presidiu a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal.

Juíza Selma
MATO GROSSO - MT

Selma Rosane Santos Arruda é uma magistrada aposentada e política brasileira, filiada ao Podemos. Atuou por 22 anos na magistratura no Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJMT), na 7.ª Vara Criminal de Cuiabá, até se aposentar, em 2018. Ganhou notoriedade por sentenciar em Mato Grosso prisões de políticos envolvidos em corrupção. Nas eleições de 2018, foi eleita na primeira colocação como senadora por Mato Grosso pelo PSL. Em 10 de dezembro de 2019, o TSE decidiu pela cassação de seu mandato ao condená-la por abuso de poder econômico e captação ilícita de recursos durante a campanha de 2018. A decisão, no entanto, só terá efeito após a publicação do acórdão.

 

Wellington Fagundes
MATO GROSSO - MT

Wellington Antônio Fagundes é médico veterinário e político brasileiro. Filiado ao Partido da República, é Senador pelo estado do Mato Grosso, sendo líder do Bloco Moderador. Em 1990, concorreu a uma cadeira na Câmara dos Deputados e foi eleito. Foi reeleito em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010, sendo nessa última o parlamentar mais votado do Mato Grosso, com 145 460 mil votos. No último pleito, em 2014, Wellington Fagundes foi eleito Senador da República, com 646.344 votos. Em 2018 foi candidato a governador de Mato Grosso pelo PR, mas foi derrotado por Mauro Mendes do DEM.

Angelo Coronel
BAHIA - BA

Angelo Mário Coronel de Azevedo Martins, conhecido como Angelo Coronel, é filiado ao Partido Social Democrático (PSD), é o presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. Em 1988, foi eleito prefeito do município em que nasceu pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Durante a gestão, Angelo Coronel construiu o hospital Angelo Martins. Foi deputado estadual pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) (1995-1999). Eleito deputado estadual pelo Partido Liberal (PL), para o mandato 2003-2007, e reeleito (2007-2011). Eleito deputado estadual pelo Partido Progressista (PP) (2011-2015). Reeleito deputado estadual pelo PSD (2015-2019) . Foi eleito para o biênio 2017–2018 presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. Nas eleições de 2018, foi eleito senador pela Bahia.

Jaques Wagner
BAHIA - BA

Jaques Wagner é um político brasileiro filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT). Jaques Wagner foi eleito deputado federal em 1990, sendo reeleito em 1994 e 1998. Depois de três mandatos como deputado, concorreu a prefeitura de Camaçari e ao governo da Bahia em 2000 e 2002 respectivamente, e em ambos foi derrotado. Então, foi convidado por Lula para a função de Ministro do Trabalho e posteriormente, em 2005, tornou-se ministro das Relações Institucionais, assumindo a coordenação política do governo e suas relações com o Congresso Nacional. Ainda comandou a Secretaria Especial do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.  Foi governador da Bahia de 2007 a 2014 e Ministro-chefe da Casa Civil de 2015 a 2016. Nas eleições de 2018, foi eleito senador pela Bahia.

Otto Alencar
BAHIA - BA

Otto Roberto Mendonça de Alencar foi o 48º Governador do Estado da Bahia, foi vice-governador e atualmente é Senador pelo Partido Social Democrático (PSD). Em 2002, Otto foi governador da Bahia de abril a dezembro. Em 2003, foi secretário da Indústria, Comércio e Mineração até 8 de outubro de 2004, quando assumiu o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios até 30 de março de 2010.Foi eleito vice-governador da Bahia na chapa de Jaques Wagner em outubro de 2010, e em janeiro do ano seguinte assumiu a Secretaria Estadual de Infraestrutura, até 28 de março de 2014. Neste cargo, foi eleito pelos deputados da Assembleia Legislativa o melhor secretário do governo por duas vezes, em 2011 e 2012. Em setembro de 2011, Otto Alencar ajudou a fundar o Partido Social Democrático (PSD).

TV Prefeito