Seleção aproveita treinos para observar Firmino ao lado de Gabriel Jesus

Gabriel Jesus ou Roberto Firmino? Por que não os dois? Será muito difícil que a seleção brasileira comece uma partida com seus dois centroavantes, mas a comissão técnica tem aproveitado o tempo de treinamentos no CT do Tottenham para observar como a equipe se comportaria tendo a dupla em campo.

Seria uma alternativa para situações específicas: a necessidade de reverter uma desvantagem no placar ou de enfrentar um sistema tático peculiar, por exemplo. Jesus e Firmino só atuaram juntos por sete minutos, os últimos da vitória por 3 a 0 sobre o Chile, que encerrou a campanha nas eliminatórias para a Copa do Mundo.

Normalmente, Tite utiliza um ou outro, centralizados, como referência para a movimentação dos habilidosos homens que estão atrás: Neymar, Coutinho, Willian, Douglas Costa, e por aí vai.

Firmino foi considerado um dos melhores brasileiros do futebol europeu na temporada passada. Foi um dos responsáveis por posicionar o Liverpool entre os primeiros na liga inglesa e levar a equipe à final da Champions League – foi derrotada por 3 a 1 pelo Real Madrid.

Na Seleção, entretanto, a vantagem ainda é de Gabriel Jesus. Além de ser o artilheiro sob comando de Tite, com nove gols, o garoto tem mais força física, consegue reter a bola no campo de ataque, mesmo pressionado pelos zagueiros, e permitir a aproximação dos meio-campistas e laterais.

O técnico costuma dizer que sua equipe avança confiante de que vai receber a bola, justamente em razão dessa capacidade física de Jesus, que, além de tudo, posiciona-se bem na área.

Firmino, por outro lado, é visto como um meio-campista que atua na função do camisa 9. E isso é um tremendo elogio vindo de Tite. Sua inteligência em contra-ataques chama atenção, e sua participação no jogo defensivo também. Não é raro vê-lo roubando bolas perto da própria área.

Por sinal, ele atuou como meia na base do Figueirense e até no Hoffenheim, time alemão que o tirou do Brasil. Curiosamente, foi Dunga, em 2014, que o escalou como 9 com maior frequência, na Seleção. E por ali ele ficou.

Com características diferentes, que podem se combinar, a comissão técnica concluiu que não pode descartar a hipótese de tê-los juntos. Isso pode acontecer a qualquer momento. Talvez já neste amistoso de domingo, contra a Áustria, em Viena. O titular será Jesus. Firmino estará pronto para entrar. No lugar dele ou junto a ele.

Veja as informações da seleção brasileira para o amistoso contra a Áustria:

Local: estádio Ernst Happel, em Viena
Data e horário: domingo, às 11h (de Brasília)
Escalação: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus Técnico: Tite
Arbitragem: Viktor Kassai (Hungria), auxiliado por Oszkar Lemon e Zsolt Varga (ambos da Hungria)
Transmissão: TV Globo (narração de Galvão Bueno, comentários de Casagrande, Júnior e Arnaldo Cézar Coelho, reportagens de Tino Marcos e Mauro Naves); SporTV (narração de Luiz Carlos Júnior, comentários de Lédio Carmona, reportagens de Eric Faria), Globoplay e GloboEsporte.com
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 9h30

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *