Secretário de Segurança de Nova Iguaçu dá início à operação Balada Legal e fiscaliza comércios

Militar do Exército, Igor Porto Gavazzi, de 35 anos, acaba de assumir a Secretaria de Segurança de Nova Iguaçu com a missão de colocar “ordem na cidade”. Após as primeiras medidas no Centro, Gavazzi já está sendo chamado de Xerife de Nova Iguaçu. Sem se importar com o título, o secretário faz questão de frisar que não quer passar a imagem de repressor, mas de quem vai instituir o respeito às leis e também ao código de postura municipal.

Os fiscais já começaram a atuar desde a semana passada nas ruas do Centro, principalmente no Calçadão, na Rua Ministro Edgar da Costa, onde os comerciantes colocam mercadorias nas calçadas. O outro foco do Xerife é a noite iguaçuana. Os fiscais deram início à Operação Balada Legal, uma ação de ordenamento público e conscientização que tem o objetivo de, segundo a pasta, “garantir a harmonia entre comerciantes, clientes e moradores nas regiões de comércio noturno da cidade, com proibição de estacionamento irregular e combate ao uso indevido do espaço público”. O projeto foi iniciado na Rua Juiz Alberto Nader e será ampliado por toda a cidade.
— Nosso objetivo é chegar a um bom senso. Primeiro vamos orientar os comerciantes sobre o que pode e o que não pode. A repressão será somente depois — avisa o secretário.
Na Rua José Nader, comerciantes colocam latões e cadeiras na pista para demarcar lugares e colocar mesas durante a noite. Quem mora nas imediações tem medo de reclamar por temer represália. É o caso de uma moradora da região, que não quis se identificar:
— Não conseguimos passar na calçada. Os frequentadores ainda estacionam os carros em frente à nossa garagem.

Ontem, o secretário e sua equipe fizeram uma vistoria no Calçadão. Logo na chegada, eles se depararam com uma loja de piscinas e boias. O comerciante colocou mochilas e material escolar na calçada para exposição. Os fiscais não multaram, mas pediram que ele retirasse os produtos.
O comerciante Juarez Gonçalves, de 60 anos, que trabalha há 40 no local, aprovou a iniciativa.
— Isso é uma boa iniciativa. Espero que os outros comerciantes entendam que é para nossa segurança e contribuam — disse Juarez.
Gavazzi assumiu a Secretaria de Segurança após a saída do coronel Roberto de Oliveira Penteado, que estava no cargo desde que o prefeito Rogerio Lisboa foi eleito, em 2017. No dia 30 de dezembro do ano passado, Penteado foi surpreendido com a sua demissão durante os festejos de fim de ano. O anúncio de desligamento foi feito pelo prefeito, via mensagem de WhatsApp.Parceria por imagens
Entre os projetos de Igor Gavazzi na área da segurança está a reativação do Centro de Operações de Nova Iguaçu (Conig), em parceria com a Secretaria de Transportes, para a implantação do Programa Iguaçu + Segura. O centro de monitoramento está sem funcionar desde que a cidade foi castigada por uma chuva de granizo em 25 de outubro do ano passado. A central tem um total de 75 câmeras, mas 50 delas foram danificadas pelo granizo.
— Nossa prioridade é fazer o mapeamento da mancha criminal. A ideia é integrar as câmeras que existem em comércios e residências e estão voltadas para os logradouros. Essas câmeras passariam a ser monitoradas no Conig. O objetivo é chegar a 500 câmeras — disse o secretário.
Ainda de acordo com Igor Gavazzi, esse monitoramento vai facilitar as investigações de crimes na cidade:
— Cada voluntário que permitir que as imagens sejam captadas no Conig receberá uma placa Iguaçu+Segura. Isso vai ajudar a inibir as ações de bandidos nas áreas monitoradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: