Secretaria de Educação de Guapimirim realiza 2º Encontro de Inclusão

Resultado de imagem para secretaria de educação guapimirim

No último sábado (10), a Prefeitura de Guapimirim, através da Secretaria de Educação, realizou na sede da Igreja Assembleia de Deus, no Centro, o 2º Encontro de Inclusão que, desta vez, teve como o tema: “Falando Sobre Autismo”.

Mais de 450 pessoas se inscreveram para participar deste encontro, que foi pensado, pela Coordenação de Educação Especial Inclusiva, como uma forma de promover formação continuada aos profissionais de Educação atuantes em creches e escolas do município.

No evento, foram ministradas duas palestras muito importantes para a promoção da integração do aluno autista no ambiente escolar. A Dra. Diana N. Cavalcanti falou aos educadores a respeito do que é o Autismo, e a Dra. Viviane Lione trouxe um olhar técnico ao falar sobre “O Neurodesenvolvimento da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista”.

“Uma das nossas prioridades é proporcionar a inclusão de pessoas portadoras de deficiência e de transtornos funcionais específicos no ambiente escolar. O nosso objetivo é promover a integração desses alunos para fortalecer o respeito às diferenças e desenvolver conceitos como solidariedade e cooperação com as nossas crianças,”, afirmou a Secretária de educação Cecília Pais.

Para Jéssica Arantes, Coordenadora da Educação Especial Inclusiva, o caminho para a inclusão é traçado por meio do amor e do conhecimento. “Através da Secretaria de Educação, criamos um projeto de inclusão chamado ‘Todo Dia é Dia de Incluir’, e esse encontro é fruto desse trabalho, que também prevê outras ações dentro das unidades escolares. Acreditamos que todo o conhecimento adquirido possa ser traduzido em práticas pedagógicas que, de fato, façam com que todo dia seja dia de incluir”, destacou Jéssica.

De acordo com dados da Secretaria de Educação, em 2017, o número de crianças com deficiências e transtornos funcionais específicos (dislexia, disgrafia/disortografia, discalculia e TDAH – transtorno do déficit de atenção e hiperatividade) que participavam de projetos inclusivos era de 1%. Já no primeiro semestre deste ano, a estimativa é superior a 3%.

“Isso ocorre, porque os pais sabem que podem confiar em nossos profissionais, que estão se capacitando mais a cada dia, em encontros como este, para oferecer uma educação de qualidade aos nossos alunos”, afirmou o Prefeito Zelito Tringuelê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: