Saúde do idoso entra em pauta em Queimados

Um dia dedicado a debater e avaliar melhorias no cuidado com a saúde da terceira idade. Assim foi a manhã desta última quinta-feira (12), em Queimados, na Baixada Fluminense. Com o tema “Um olhar diferente sobre doenças degenerativas na terceira idade”, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu o I Fórum de Atenção Básica à Saúde da Pessoa Idosa. O evento aconteceu no auditório da SEMUS e reuniu cerca de 50 profissionais da área.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos no país ultrapassa 29 milhões de pessoas.  No último ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) apontou que 39,5% desses brasileiros possuem alguma doença crônica e que 75,3% dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde.

As doenças neurológicas são distúrbios que afetam o sistema nervoso, composto pelo cérebro, medula espinhal e nervos. Como esse sistema está envolvido em muitas funções do corpo, elas podem se manifestar de diversas formas.  As doenças degenerativas são aquelas em que a condição avança com o passar do tempo, trazendo um grau de comprometimento ainda maior como Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson, Esclerose Lateral Amiotrófica e Esclerose Múltipla.

A palestrante Daniela Ferraz falou sobre a necessidade de um diagnóstico precoce para as doenças neurodegenerativas. “Esses males não têm cura, mas isso não quer dizer que não possuem tratamento. Quanto antes for realizado o diagnóstico, melhor será para o paciente”, afirmou a fisioterapeuta da Casa do Idoso.

Presente na mesa de abertura do evento, o prefeito Carlos Vilela destacou a importância de políticas públicas voltadas a estes cidadãos. “Em nossa cidade temos diversos programas dedicados ao idoso. Além do PASPI (Programa de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa), temos também o CELTI (Centro de Esporte e Lazer da terceira Idade), que promove um cuidado contínuo para a terceira idade”, disse o gestor.

Para o secretário responsável pela Pasta, Elton Teixeira, é necessário cuidar da terceira idade do município. “Muitos dos idosos em Queimados dependem do SUS e dos serviços que oferecemos, por isso é preciso capacitar sempre nossos profissionais para cuidarem dessa parcela da população que vem crescendo mais a cada dia”, concluiu o gestor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: