São João oferece curso de libras para capacitar servidores da saúde e melhorar atendimento de pacientes surdos

Pensando na inclusão, as secretarias de Saúde e Educação estão realizando um curso de libras, no auditório do PAM Meriti. A formação é específica para profissionais de saúde, com o objetivo de melhorar o atendimento de pacientes surdos.

Em 2017, houve um mini curso para apresentar o projeto aos profissionais e sensibilizá-los. Algumas pessoas iniciaram o treinamento e retornaram este ano para aprimorar o aprendizado.
“Já atendi um paciente no posto da Vila Rosali que queria um laudo e ninguém conseguia entender qual era a demanda. Me chamaram e eu o acompanhei na consulta para interpretar para a médica a necessidade dele”, conta a agente comunitária de saúde Claudia Cristina Marins.
O curso é ministrado pela professora Geyse Ramos, que é surda, e ressalta a importância do curso, que tem uma abordagem voltada para a área:
“Aqui eles irão aprender termos técnicos, usados no dia a dia para atendimento nas unidades de saúde. Estas aulas vão colaborar na comunicação entre o paciente, que muitas vezes têm dificuldade em relatar o que está sentindo, e o profissional”.
Lei garante atendimento a surdos por profissionais capacitados em libras
 
A lei estadual n° 8.013/18, que diz “fica assegurado às pessoas surdas o direito de ser atendidas, em órgãos públicos estaduais, da administração direta e indireta, por servidor proficiente em Língua Brasileira de Sinais (Libras)”, foi sancionada em julho deste ano.
Embora a lei tenha sido sancionada no mês passado, São João já se preocupava com a inclusão e começou o curso de libras em 2017. A expectativa é que todas as unidades de saúde do município tenham profissionais capacitados para realizar um atendimento mais eficaz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *