Rio Bonito comemora o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Respeito aos direitos de locomoção, educação, saúde, assistência social e reabilitação, apoio à inclusão, autonomia, dignidade humana, qualidade de vida, entre outros direitos assegurados constitucionalmente, foram lembrados nesta terça-feira (3) por profissionais que atuam no Centro de Educação Especial José Reis, quando é comemorado o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. Instituída pela Organização das Nações Unidas, a data tem o propósito de despertar a sociedade para as necessidades e direitos inerentes a pessoa com deficiência.

Rio Bonito é um dos municípios que se tornaram referência em relação à inclusão na região metropolitana. O município mantém cursos de libras, braile e deficiência intelectual gratuitamente para os profissionais que atuam nas salas de recursos, no Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE) e no Espaço Bilíngue Libras/Língua Portuguesa, inaugurado recentemente no Colégio Municipal Maurício Kopke, no Centro.

Em janeiro de 2016 entrou em vigor a Lei Brasileira de Inclusão (LBI). A lei promove mudanças significativas em diversas áreas como educação, saúde, mobilidade, trabalho, moradia e cultura. O Centro de Educação Especial José Reis, que atende crianças com deficiência múltiplas (surda, autista, cadeirante) e severas, com idades entre 4 e 17 anos, comemora a data na próxima quinta-feira, dia 25, com uma festa que vai reunir pais, alunos e professores. A comemoração também vai marcar o fim do ano letivo.

“O José Reis faz a “ligação” entre o aluno especial e à escola regular. Atualmente, dos dezessete alunos da instituição, treze estão estudando na escola regular. A nossa função é oferecer condições para que essas crianças tenham uma melhor qualidade de vida”, afirma a diretora da instituição, Anna Beatriz Christina Bessa, que há 12 anos trabalha com inclusão.

Esses alunos são atendidos por uma equipe multidisciplinar formada por fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo e assistente social. Além disso, participam de salas interativas onde são trabalhadas atividades cotidianas no currículo funcional da criança especial, como comer sozinho, escovar os dentes, arrumar a cama, entre outras. Em parceria com empresas e outras instituições de ensino da cidade, os alunos também participam de atividades culturais e recreativas, como passeios, sessões de teatro e de circo.

“Temos muitos motivos para comemorar, pois conseguimos definir o nosso público alvo e, dessa forma, podemos concentrar no atendimento e na qualidade do trabalho que realizamos aqui no José Reis”, explica a assistente social, Silvana Gurgel.

A secretária de Educação, Wanderlúbia Antunes, disse que a inclusão é um desafio diário enfrentado pelos professores das escolas municipais.

“Sem transformação não tem educação, e essa transformação deve começar por nós mesmos. É um desafio diário que enfrentamos, mas com o trabalho, empenho e dedicação de todos os profissionais da educação, Rio Bonito está na vanguarda em relação à inclusão”, afirmou a secretária durante a abertura do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: