Relembre outros que foram aplaudidos por rivais, como Messi

O mais recente recital de Messi com a camisa do Barcelona gerou aplausos da torcida do Betis. Trata-se de uma cena rara, sem dúvidas, mas não inédita no mundo do futebol. Não foi nem a primeira vez que o craque argentino deixou um estádio rival ovacionado, mas talvez a mais especial…

– Estou muito agradecido, uma torcida rival nunca havia me ovacionado assim. Aqui sempre nos tratam bem, embora sejamos adversários – disse Messi após a goleada por 4 a 1, com três gols dele.

Nós relembramos abaixo outras vezes em que os fãs adversários reconheceram as noites mágicas de craques que vestiam outra camisa. A lista conta com alguns brasileiros. Confira:

ROMÁRIO

O jogo era Corinthians x Flamengo, pelo Torneio Rio-São Paulo. O Rubro-Negro venceu por 3 a 0 no Pacaembu com um dos gols mais marcantes da carreira do Baixinho – o do elástico em Amaral. Ele ainda fez outro no segundo tempo e teve o nome gritado pela torcida.

– Fiquei até emocionado quando foi gritado o meu nome. É mais uma prova de que meu trabalho é reconhecido em todo o Brasil.

Em 1999, Romário dá elástico em Amaral e faz golaço no Torneio Rio-São Paulo

Em 1999, Romário dá elástico em Amaral e faz golaço no Torneio Rio-São Paulo

NEYMAR

Três gols e uma assistência. Neymar e o Santos arrasaram o Cruzeiro no Independência com a goleada por 4 a 0, e o craque brasileiro, já àquela altura presença constante na Seleção, foi ovacionado pela torcida celeste.

– Hoje é um dia histórico na minha vida. Estou muito emocionado, dá até vontade de chorar. Vou levar para o resto da minha vida. Muito obrigado pelo carinho – afirmou o jogador.

Relembre o dia em que a torcida do Cruzeiro aplaudiu Neymar de pé em Belo Horizonte

Relembre o dia em que a torcida do Cruzeiro aplaudiu Neymar de pé em Belo Horizonte

INIESTA

O Barcelona goleou o Real Madrid por 4 a 0 no Santiago Bernabéu com grande atuação de Iniesta – um gol e uma assistência. O espanhol já vinha sendo aplaudido constantemente depois de ter feito o gol do título na Copa do Mundo de 2010, mas daquela vez sentiu algo diferente.

– Eu gostaria de agradecer aos fãs. Meus companheiros e eu nos sentimos muito bem, jogamos de maneira completa em todos os sentidos. Demos a eles poucas chances – avaliou o meio-campista depois do jogo, em novembro de 2015.

Andrés Iniesta deu show no Santiago Bernabéu em novembro de 2015 — Foto: Getty Images

RONALDO

O Old Trafford, outro lendário estádio, homenageou Ronaldo Fenômeno depois do hat-trick do brasileiro na derrota do Real Madrid para o Manchester United, por 4 a 3, em 2003. Os merengues avançaram de fase por terem vencido por 3 a 1 no jogo de ida das quartas de final.

Ronaldo é festejado pelos companheiros na classificação do Real Madrid contra o Manchester United — Foto: Getty Images

RONALDINHO

Duas arrancadas semelhantes. Dois golaços. E uma vitória do Barcelona no Santiago Bernabéu que entrou para a história (3 a 0 pelo Campeonato Espanhol). Como reação, torcedores do Real Madrid simplesmente tiveram de se render ao talento do brasileiro.

– Lembro de tudo perfeitamente, das jogadas, dos dribles, das finalizações… Tive a felicidade de marcar dois gols, de ser aplaudido no Bernabéu. Um jogo histórico e tenho isso muito vivo na minha memória. Vêm momentos maravilhosos. Foi um jogo que entrou para a história e é sempre uma alegria recordar – afirmou o antigo camisa 10 à Barça TV.

CRISTIANO RONALDO

Quartas de final da Liga dos Campeões 2017/18. Cristiano Ronaldo pedalou – mas não como Robinho. Sua bicicleta plástica ajudou o Real Madrid a se classificar e, futuramente, ser tricampeão consecutivo, um feito inédito. Curiosamente, os aplausos da torcida da Juventus foram o ponto de partida para o clube contratá-lo no verão seguinte.

A cena do jogo! Cristiano Ronaldo faz golaço e torcida do Juventus aplaude jogador

A cena do jogo! Cristiano Ronaldo faz golaço e torcida do Juventus aplaude jogador

DEL PIERO

O Santiago Bernabéu voltou a aplaudir um ícone do futebol, desta vez o italiano Del Piero, na temporada 2007/08. O atacante marcou os dois gols da vitória da Juventus sobre o Real Madrid e deixou o gramado ovacionado.

– Foi o ponto final de um grande dia – limitou-se a dizer.

MARADONA

Muito antes de Iniesta, Ronaldinho ou Del Piero, Maradona também fez a torcida do Real Madrid suspirar. Em 1983, o craque argentino marcou um belo gol vestindo a camisa do Barcelona pelo Campeonato Espanhol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: