Reitor preso no Rio afirma ter doado para campanha de Flávio Bolsonaro

O reitor da Universidade Iguaçu (Unig), José Carlos de Melo, preso na operação que colocou no xadrez meio governo Witzel e afastou o próprio do Palácio Guanabara, contou a interlocutores que doou para a campanha de Flávio Bolsonaro ao Senado em 2018.

Segundo Melo, agora afastado da reitoria da universidade, o dinheiro foi para pagar dívidas da campanha para o Senado e foi pedido por Leonardo Rodrigues, segundo suplente de Flávio Bolsonaro e até hoje secretário de Ciência e Tecnologia do governo do Rio.

O problema é que da prestação de contas de Flávio Bolsonaro não consta nenhum centavo doado nem pela Unig nem por Melo.PA Brasília (BSB) 04/08/2020 Entrevista com o Senador Flavio Bolsonaro em seu gabinete Foto Pablo Jacob / Agencia O GLobo Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito