Qantas pede que cantor Will.i.am retire acusação de racismo contra comissário de bordo

A Qantas, principal empresa aérea da Austrália, informou nesta segunda-feira (18) que está pronta para oferecer assistência legal a um membro de sua tripulação acusado de racismo pelo cantor Will.i.am, do grupo The Black Eyed Peas.

O rapper embarcou em um voo de Brisbane para Sidney rumo a um show no sábado (16), mas foi parado pela Polícia Federal australiana no portão de chegada.

Ele tuitou que foi racialmente visado por um comissário de bordo, o qual identificou por nome, após não desligar seu computador enquanto a aeronave se preparava para aterrissar, já que estava com fones de ouvido antirruído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito