Presidente do Inep afirma que cidades que desmarcarem prova ficarão de fora do Enem 2020

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, afirmou nesta quarta-feira que o órgão não prevê adiar Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), porém a prova pode ser cancelada em algumas cidades que não consigam aplicá-las. Ele ressaltou que nas cidades que não puderem ter as provas realizadas, “infelizmente o local vai ficar fora do Enem 2020”. 

“Não trabalhamos com a hipótese de adiamento, o que pode haver é um cancelamento em algumas cidades. Se a gente não puder aplicar a prova, infelizmente essa cidade vai ficar fora do Enem de 2020”, disse o presidente, em entrevista à CNN Brasil. 

Lopes foi questionado sobre o caso de Manaus, cidade em que não foi liberada o uso das escolas da rede municipal para aplicação da prova, ele explicou que está conversando com as autoridades locais. “Estamos conversando com a prefeitura e o governo. Portanto, não há uma definição específica sobre Manaus. O que existe é um processo de discussão e a gente vai acompanhando isso até o dia da aplicação e vamos comunicar os participantes de qualquer decisão”, disse. 

Por fim, quando questionado sobre casos de cidades em que a prova for desmarcada, ele respondeu. “Se não for possível fazer a data no dia da reaplicação, em 23 e 24 de fevereiro, essa cidade vai ficar fora do Enem 2020”, explicou. 

O Enem seria realizado em novembro do ano passado, mas foi adiado para este ano em razão da pandemia do coronavírus. A prova será aplicada na versão impressa nos dias 17 e 24 deste mês. No 31 deste mês e 7 de fevereiro, será a vez da versão digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito